Impossibilitada de trabalhar, a maior preocupação de Rita Cadilac é com o dinheiro. Em entrevista ao Uol, a ex-chacrete disse que  não tem uma fonte de renda durante esse período de isolamento social e está tentando sobreviver com o dinheiro que tinha guardado antes da crise mundial de saúde começar.

Rita Cadilac
Reprodução/Instagram
Rita Cadilac se preocupa em como vai se manter sem trabalho

"É uma luta. Trabalhei muito no Carnaval. O dinheiro está saindo, mas não está entrando . Ninguém esperava isso, ninguém estava com uma reserva tão grande. Eu acho que isso só se resolve no ano que vem, mas você sobrevive até lá como?", Rita comenta. 

A ex-chacrete foi uma das beneficiárias do auxílio emergencial do governo, mas ela explica que é difícil contar apenas com o valor de R$ 600 para se manter. "Não foi a Rita Cadilac, foi a Rita de Cássia, cidadã, que sempre pagou impostos, e quer uma ajuda. Por menor que seja, já é algo. Com esse dinheiro você tem que fazer milagre. Fico imaginando uma pessoa que está vivendo só com os R$ 600, realmente não dá ", fala.

Rita foi vista fazendo delivery para alguns restaurantes, mas ela explicou que não ganhou dinheiro com isso e foi apenas uma ação para ajudar amigos que são donos do estabelecimento . Ela também conta que entrar no mundo das lives não está nos planos dela. "Não sou uma artista classe A, as pessoas não querem patrocinar uma live de uma artista classe B. Está difícil", a ex-participante de "A Fazenda" desabafa. 

Antes de começar acrise de saúde, Rita ia gravar um filme e a produção entrou em contato com ela sobre a possibilidade de gravarem um reality da ex-chacrete em isolamento. Ela acredita que essa inciativa pode render algo, além disso, a loira também está pensando em soluções para fazer dinheiro junto de colegas do mundo do teatro.

    Veja Também

      Mostrar mais