A pandemia do novo coronavírus levou Yani de Simone, a Mulher Filé , a recorrer ao auxílio emergencial do Governo Federal. Ela, que atualmente vem trabalhando como DJ, está sem renda devido à quarentena, já que festas e baladas estão proibidas desde o início do isolamento social. Por conta disso, Yani deixou de morar de aluguel em São Paulo e voltou a morar no Rio, onde possui um apartamento próprio no bairro da Vila da Penha.

Leia também: Ex-atriz da Globo que viveu Narizinho pede auxilio emergencial para pagar contas

Mulher Filé
Reprodução/Instagram
Mulher Filé conseguiu o auxílio emergencial


Leia também: Ex-ator da "Malhação" vende pastéis e recorre a auxílio emergencial de R$ 600

Mas não pense você, caro leitor, que Yani usou o dinheiro do governo para si. Apesar de estar sem trabalhar, a DJ conta com o apoio da mãe. Sendo assim, reverteu as parcelas que recebeu do benefício em doações.

"Quando eu fiz, achei que nem iria ser aprovado. Mas como era um direito meu por estar sem trabalhar e por eu pagar impostos, fiz. Como eu ajudo o Projeto Candinho e Cia, que faz o resgate de animais, eu decidi que se fosse aprovado eu reverteria esse dinheiro pra fazer o bem", disse Yani, que viu no auxílio emergencial uma forma de ajudar mesmo quando não tem condições de doar do próprio bolso.

Leia também: William Bonner se pronuncia sobre nome do filho em golpe de auxílio emergencial

"Como foi aprovado, eu já doei as duas primeiras parcelas pra esse projeto, que está precisando muito de ajuda financeira. Com a crise da pandemia, muitos animais estão sendo abandonados na rua, principalmente filhotes. A gente tem muitos animais doentes, as contas são altas para manter esse projeto, porque há muitos gastos com medicamentos. Essa foi a forma que encontrei de ajudar mesmo quando não tenho condição pra isso", contou.

    Veja Também

      Mostrar mais