Tamanho do texto

A poucos meses de seu julgamento, esta é a terceira vez que o produtor de Hollywood troca de defensores; Entre as vítimas estão Angelina Jolie

A quase dois meses de seu julgamento, Harvey Weinstein, ex-produtor de Hollywood,  contratou dois novos advogados, entre eles uma mulher. Esta é a terceira troca de defensores que ele fez desde que foi acusado de assédio e estupro. 

Leia também: Rose McGowan se volta contra o #MeToo e acusa movimento: "É tudo mentira"

Harvey Weinstein
Divulgação
Harvey Weinstein

Os novos advogados são Damon Cheronis e Donna Rotunno. Os escritórios dos dois profissionais confirmaram que defenderão  Harvey Weinstein , acusado de estupro por uma mulher, em 2013, e sexo oral forçado por outra, em 2006.

Leia também: Acusado de abuso e assédio, Harvey Weinstein aceita acordo de R$ 180 milhões

Em uma entrevista concedida em 2018 à Chicago Magazine , Rotunno se distanciou do movimento #MeToo e afirmou também que ser mulher nesses processos lhe permite um maior grau de agressividade com as mulheres que declaram ser vítimas. 

Leia também: O legado e o futuro do Time’s Up na indústria cinematográfica

Harvey Weinstein foi acusado de agressões sexuais, que vão desde assédio até estupro, por mais de 80 mulheres, muitas delas famosas, como Angelina Jolie, Emma de Caunes e outras.