Tamanho do texto

Concurso organizado por Cacau Oliver elegerá o bumbum mais belo do país

 A descriminalização do aborto é uma das principais pautas que vieram à tona durante os debates presidenciais. Várias pessoas já deram o seu posicionamento sobre o tema nas redes sociais. Além disso, o assunto corre pelos noticiários do Brasil inteiro, incluindo pelas belas curvas das candidatas ao Miss bumbum 2018.

Leia também: Ex-"BBB 18" marca presença como mestre de cerimônia no último Miss Bumbum

Candidata ao Miss Bumbum, Flávia Tamaio foi a primeira a se posicionar sobre o assunto
CO ASSESSORIA DE IMPRENSA / PRESS OFFICER
Candidata ao Miss Bumbum, Flávia Tamaio foi a primeira a se posicionar sobre o assunto

Pensando nisso, a organização do Miss Bumbum , concurso formado por 27 mulheres, resolveu levar o tema a pauta, o que dividiu a opinião das concorrentes. Com quatro votos a favor e cinco contra, veja o que cada candidata reflete sobre isso.

Leia também: "Copa do Mundo das bundas": Miss Bumbum é destaque no TMZ

Flávia Tamaio, do Distrito Federal, foi a primeira das candidatas a se posicionar: “Sou contra o aborto, porque dou muito mais importância para a vida. Nunca fiz, então acho que não deve ser legalizado para ninguém”.

Candidatas votam contra o aborto

Maioria das candidatas ao Miss Bumbum 2018 são contra o aborto
CO ASSESSORIA DE IMPRENSA / PRESS OFFICER
Maioria das candidatas ao Miss Bumbum 2018 são contra o aborto

Na mesma linha de pensamento, Ellen Santana, de Rondônia, explica o motivo de votar contra: “Todas nós mulheres sabemos da responsabilidade (reprodutiva) e temos vários métodos para não engravidar”.

Em seguida, a candidata ao título de bumbum mais cobiçado do Brasil complementa fazendo uma tentativa de apelo a vida: “A criança não pediu pra vir ao mundo. Vejo vários casos de mulheres que engravidaram, tentaram tirar, não conseguiram e o filho nasceu com sequelas.  Acredito que deve ser legalizado apenas em casos de estupros”.

Cris Souza, candidata do Amapá, também se manteve no mesmo pensamento linear e votou contra a proposta. Segundo a beldade, o ato de abortar pode ser comparado a um assassinato: “Nunca fiz e nunca farei uma coisa dessas”.

Suelen Nóbrega, representante da Paraíba, e Liane Nóbrega, do Piauí, falaram sucintamemte e se posicionaram contra a descriminalização do aborto: “Viver é um direito que nos foi concedido”, disse a primeira. “Não há explicação para quem faz isso”, completa a segunda.

Candidatas votam a favor do aborto

Quatro candidatas ao Miss Bumbum votaram a favor da legalização do aborto
CO ASSESSORIA DE IMPRENSA / PRESS OFFICER
Quatro candidatas ao Miss Bumbum votaram a favor da legalização do aborto

Por outro lado, beleza e boa forma não é a única coisa que as candidatas ao título de bumbum mais famosos do Brasil compartilham. Tamires Aaron, do Rio de Janeiro, e Carol Lisboa, de Alagoas, por exemplo, aprovam a descriminalização da interrupção da gestação.

“A mulher deve poder fazer as suas próprias escolhas e ser independente”, diz Tamires, que é sucedida por Carol: “Acredito que o aborto pode ser autorizado de modo geral, até o terceiro mês do nascituro”.

Já Luciene Schneider, representante do Ceará, disserta um pouco mais sobre o tema que causa polêmica por onde passa: “Toda mulher tem direito ao seu próprio corpo”, comenta a musa que se embasa na violência contra a mulher para definir sua opinião.

Por fim, mas nunca menos importante, Bárbara Luíza, representando Pernambuco, fala sobre os motivos que a levaram a concordar com a legalização da prática no país: “ é melhor tirar do que ter um filho sem poder dar uma educação adequada”. Além disso, a candidata alerta: “Claro que o certo mesmo é usar preservativo”.

Leia também: Miss Bumbum é citado em mais de 10 milhões de notícias ao redor do mundo

Independente da opinião das candidatas ao Miss Bumbum 2018, como na Argentina, o projeto de lei que propunha legalizar o aborto no Brasil foi rejeitado - sendo 38 votos conta e 31 a favor.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.