Após uma hora e meia de depoimento, Petrix Barbosa acaba de deixar a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) na tarde desta sexta-feira (7). Dependendo das análises do Estado sob os casos de assédio , o ginasta pode pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Leia também: De vítima a acusado: casos de assédio no "BBB 20" revelam outra face de Petrix

Petrix arrow-options
Reprodução/Globo
Petrix


De acordo com a delegada Gisele do Espírito Santo, que colheu o depoimento do atleta, Petrix estava nervoso durante toda sua permanência na delegacia para esclarecer os fatos.

Leia também: Petrix é acusado de xenofobia: "Japonês que rebola o rabo"

Com base na análise dos vídeos em questão, o ginasta praticou importunação sexual, ou seja, realizou gestos sexuais sem agressão. Flayslane e Bianca Andrade também deverão prestar seus depoimentos quando deixarem o programa.

Em nota, a assessoria do atleta disse que ele "se colocou à disposição para contribuir com as autoridades em elucidar os acontecimentos ditos polêmicos no reality" e que Petrix "esclareceu que nunca teve a intenção de importunar, constranger e, tampouco, magoar ninguém."

Leia também: "BBB 20": Como Petrix causou revolta no público e foi eliminado do programa

Entenda o caso

Na primeira festa da casa, Petrix apertou os seios de Bianca Andrade, dona do canal Boca Rosa, enquanto ela estava alcoolizada. Em outra ocasião, ele também foi filmado esfregando suas partes íntimas na cabeça da cantora Flayslane, que também estava bêbada no momento.

    Leia tudo sobre: bbb

    Veja Também

      Mostrar mais