Tamanho do texto

Delegado Gilbert Stivanello disse que ainda não há certeza de que Paula cometeu crime, mas que é preciso ouvi-la. Globo ainda não se manifestou

A tarde acaba de ficar mais agitada para a produção e os fãs que acompanham todos os passos do "BBB 19". O delegado da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro, Gilbert Stivanello, solicitou à Globo a entrada da equipe policial na casa do "BBB 19" para que Paula seja interrogada. Ela é investigada preliminarmente por intolerância religiosa. A informação é do jornal Extra.

Leia também: Atuação polêmica de Paula no "BBB 19" provoca debate sobre racismo à brasileira

Paula em ação no
Reprodução/Globoplay
Paula em ação no "BBB 19"

Paula é uma das participantes mais contestadas do "BBB 19" justamente por conta de seus comentários polêmicos. As redes sociais prontamente acusaram a participante de ser racista e preconceituosa. Ainda nessa toada, muitos criticaram a Globo por não exibir ou exibir parcialmente as manifestações da sister.

Leia também: Quadro do "Fantástico" ironiza comentário racista de Paula no "BBB 19"

"Vamos ao local para confrontar o que vimos nos vídeos. A questão em análise é de intolerância religiosa", observou o delegado. "Ainda há dúvida no fato de haver crime na fala dela e a conversa vai ajudar bastante a elucidar".

Apesar das diversas falas que desagradaram o público, a sister é investigada por conta das declarações durante conversa com Diego, já eliminado, e Hariany. Na ocasião, a advogada disse que tinha medo de Rodrigo por ele ter contato com "esse negócio de Oxum". Ela também declarou que "nosso Deus é maior".

No destaque abaixo é possível relembrar o diálogo:


"Ela é investigada por conta dessas falas e vou confrontar o que ela disse no programa com o que disser pessoalmente. Em muitas outras declarações, não vejo tipificação de crime. Elas (falas) podem ser politicamente incorretas. O interrogatório vai ajudar bastante a elucidar essa história", salientou Stivanello.

O delegado disse ainda que Maycon, que também deu declarações polêmicas sobre as crenças de Rodrigo e Gabriela, não é investigado. "O que eu vi nas imagens dele foi uma situação meio fantasiosa. Não vi sugestão de ato de intolerância religiosa".

Leia também: Veja os comentários que fazem de Paula do "BBB 19" persona non grata na web

Procurada pela reportagem do iG Gente , a Globo ainda não se manifestou sobre esse inesperado acontecimento acerca do "BBB 19" . Assim que o fizer, essa nota será atualizada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.