Tamanho do texto

Paula está na lista das principais polêmicas dentro e fora da casa do "BBB". Sister, que sobreviveu a dois paredões, desperta rejeição nas redes sociais

Paula tem sido dona das principais discussões sobre o “BBB 19”. Mesmo que fique apenas observando o jogo, a participante não passa despercebida. Na casa ela e suas frases polêmicas são sempre assunto dentro e fora do reality show.

Paula está na lista das polêmicas desde que o
Reprodução/Globo
Paula está na lista das polêmicas desde que o "BBB 19" começou


Praticamente todos os dias, Paula solta uma nova frase que faz a internet desacreditar que a bacharel em direito não tenha “noção” do que tem falado. O problema é que a participante do “ BBB 19 ” está sempre falando algumas frases preconceituosas e racistas.

Leia também: Autêntica ou sem noção? Paula polemiza e arranca sorrisos no "BBB 19"

No Twitter ela esteve entre os assunto mais comentados do momento com a hashtag “#PaulaRacista”. O jornal Extra  procurou não só a família da sister como de outros participantes do reality show para saber o que eles estão achando sobre essas polêmicas.

A mãe da bacharel em direito saiu em defesa da filha e falou: “Minha filha é a pessoa mais pura que conheço, não tem nada de racista, não. Estão interpretando de uma maneira equivocada o que ela fala. Minha mãe é negra”. 

Leia também: Maldade na veia! Quem merece assumir a coroa da vilania no "BBB 19"?

Dentro da casa seus colegas de confinamento tentam alertar quando a BBB deixa “escapar” alguma pérola. Rodrigo e Gabriela estão sempre puxando a orelha da participante quando ela usa expressões como “cabelo ruim”, “humor negro”, “loura também sofre racismo”, “faveladão” e “denegrir”. Mesmo que Paula concorde com os argumentos dos dois quando leva uma “bronca”, por trás a participante diz que isso é “muito papo cabeça” e “mimimi”.

Reprodução/Globo
"BBB 19" - Paula e Rodrigo

O professor, Rodrigo, não está só disponível a ajudar Paula em enxergar suas frases racistas, como já deu uma aula para todos os colegas de confinamento sobre termos que são “naturais”, mas que na verdade tem o preconceito por trás da fala.

Para o Extra , o irmão de Rodrigo, Fabio França falou sobre os discursos da loira: “Ela é racista, assim como a sociedade brasileira. Rodrigo é educador por essência, não vai desistir de mostrar para ela que está errada. Não acredito nessa inocência que ela diz ter, ainda mais por ser formada em Direito. Paula é provocativa e sabe o que fala”.

Leia também: Olha elas! Era feminina no “BBB” não dá pistas de que vai acabar tão cedo

Já Elliara Alves, amiga da Gabriela, acredita que a sister não vai desistir de mostrar para Paula que é possível pensar de uma maneira mais respeitosa: “Gabriela tem cuidado ao falar, mas Paula tem preconceitos velados, e precisamos combater isso. Não adianta falar “ah, tenho amigos negros” e, por isso, achar que pode falar essas coisas. Ingênua, Paula não é. Do contrário, não teria entrado na universidade”. 

A participante tem dividido opiniões aqui fora, mas não cansam de alertar sobre o racismo dela e em como ser bacharel em direito não “significa” muita coisa para justificar as frases dela.

Mesmo que muitas pessoas do lado de fora estejam indignadas com tais comentários dentro da casa, Paula representa uma parcela da sociedade brasileira que acredita que não “existe racismo” e usam o termo “racismo reverso”. Em uma conversa com Hariany e Diego, ela não só mostrou ter consciência do que fala, como deixou isso explícito: “se com toda as coisas que eu falo, o público me deixou ficar aqui, é porque estão gostando”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas