Tamanho do texto

Semana de muita articulação no "BBB" pune aqueles que franciscanamente se comprometem com uma ética externa à casa. Vote na enquete do iG Gente

As intervenções da produção do “BBB” para dinamizar o jogo e impulsionar novos conflitos entre os moradores da casa estão cada vez mais frequentes e a formação do sexto paredão da 18ªedição do reality representa o ápice dessa tendência. Paula , Gleici e Mahmoud são as estrelas do Paredão “Vai e Volta”. A brincadeira consiste no seguinte: o mais votado, como sempre acontece, será eliminado do programa. O segundo mais votado, seguirá na casa e o participante que tiver o menor índice dos votos será colocado num quarto secreto, onde ficará até sexta-feira (9). Ao sair, ganhará o poder da imunidade e deverá indicar uma pessoa para o Paredão seguinte.

Leia também: Estranhamento entre Lucas do "BBB 18" e Roberta Miranda continua: "ridículo"

Formação de paredão no
Divulgação / Globo
Formação de paredão no "BBB 18" afeta participantes remanescentes na casa mais vigiada do Brasil

No “BBB” nada como uma semana após a outra. Depois de uma difícil de muita dificuldade na articulação de votos, o grupo composto por Diego, Patrícia, Caruso, Viegas e Wagner conseguiu emparedar três “inimigos”  na base de muita articulação e lábia. Contou até com a providencial colaboração de Kaysar, a quem tentam arregimentar desde o início do programa. O sírio jogou mal, sabe disso e já saiu a campo para tentar se recuperar.

Leia também: Fim do favoritismo? Web rejeita atitude de Kaysar no “BBB 18”

Kaysar tem uma estratégia muito clara em sua atuação ‘chapliniana’ no jogo. Se comprometer o mínimo, só aparecer com viés positivo e ser uma figura fidedigna dentro e fora da casa. Até a dinâmica de casal ele evitou, mas Patrícia foi muito insistente e pode ter fragilizado o jogo do brother. “Foi um favor pessoal”, ela disse sobre o voto que ele deu em Gleici. Já Mahmoud , emparedado pela  4ª vez, voltou a expor sua faceta vingativa que pautou as duas primeiras semanas do programa. “Se eu sair amanhã, me sentirei derrotado, sem conseguir contra-atacar as pessoas que me colocaram nessa situação de risco inúmeras vezes”.

O fator Paula

De fato, a polarização do paredão promete ser entre Paula e Mahmoud. Com risco maior para Paula. Ou seja, Mahmoud deve continuar como alvo à vista de Caruso e companhia. Seu poder de retaliação sem a liderança, no entanto, limita-se a cada semana.

Formação de paredão no
Divulgação / Globo
Formação de paredão no "BBB 18" afeta participantes remanescentes na casa mais vigiada do Brasil

Paula deve sair por uma razão muito simples. Ela foi longe demais na história que criou entre Breno e Ana Clara. Tivesse ficado logo com o brother, tudo estaria bem. Principalmente para ele. Mas investiu na narrativa de “amiga fiel” e foi bastante contraditória nesse sentido; fornecendo evidências e ranços a granel para uma sanguinolenta internet. A sister, no entanto, pode contar com a ajuda de quem anda descontente com as intervenções de Tiago Leifert e julga, erroneamente, diga-se, que ele interfere para favorecer e desfavorecer alguns participantes.

Leia também: Namorada comenta jogo de Viegas no "BBB 18" e atuação de Tiago Leifert

Se Mahmoud mostra força, seu desgaste revela que ele pode até chegar longe, mas é muito polarizante para ser um candidato ao título efetivo. O contrário de Gleici que ganha mais empatia, fãs e torcida a cada semana. Ela deve novamente fazer figuração neste paredão e voltar com chances de modificar para valer a balança do poder no “BBB”.

    Leia tudo sobre: BBB
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.