Cristiana Oliveira foi Juma na primeira versão de
Reprodução/ Instagram/ Globo 14/05/2022
Cristiana Oliveira foi Juma na primeira versão de "Pantanal"

Intérprete de Juma Marruá na edição original de "Pantanal", Cristiana Oliveira traça um panorama das cenas de nudez entre as duas versões da trama. Segundo a atriz, a novela de 1990 se preocupava mais em exibir os corpos nus, tanta pelo contexto, de ser algo ligado à natureza, quanto pela audiência também.


"É uma novela de atmosfera sensual, mas, talvez, seja a sensualidade mais bonita que exista, porque não é forçada, tem a ver com a natureza. Acho que da primeira vez, as cenas de nudez e essa sensualidade formais mais exploradas a título de audiência. Agora, não precisa mais disso. A sensualidade está nos movimentos das cenas, não precisa de nudez. Mas, na época, o pensamento era outro, a nudez era uma ferramenta para atrair audiência", opina a atriz, prestes a fazer 60 anos.

Ela ainda comenta sobre o sentimento de precisar se despir frente às câmeras e como era sua autoestima na juventude.

+ Entre no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

"Não me importava de ficar nua em "Pantanal", não ligava se aquilo era pela audiência ou não. Fazia parte da história e eu estava muito integrada. Era muito jovem e não pensava nas consequências que isso poderia causar, não teve um lado racional nisso. Fiquei nua porque a Juma ficaria nua mesmo. Mas numa terceira novela depois, me pediram para ficar nua e eu me importei, me manifestei, porque realmente foi incômodo", diz Cristiana, que acrescenta:

"Tinha problemas de autoestima naquela época, problemas com o meu corpo porque fui ex-obesa, emagreci muito. Mas a Juma tinha uma singularidade que nada dessas preocupações da Cristiana interferiam. Mas era sair do personagem e se olhar no espelho, que já não me gostava. Queria corresponder às expectativas das pessoas", finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários