Cássia Kis no 'Encontro'
Reprodução/Globoplay
Cássia Kis no 'Encontro'


A apresentadora Fátima Bernardes recebeu a atriz Cássia Kis no programa “Encontro” exibido nesta quinta-feira (12). A artista comentou a sua participação na primeira versão da novela “Pantanal” em 1990, e comentou como a Maria Marruá ajudou a mudar seu posicionamento sobre o aborto.

A atriz revelou que já havia feito um aborto nos anos 1980, e que após a sua participação na novela “Pantanal”, ela repensou sobre o procedimento. Ela citou o trabalho que fez na seguida, que também tratava do tema maternidade.  “Eu pari pela primeira vez em cena de “Pantanal”, e logo em seguida eu fiz a novela “Barriga de Aluguel”, então foram dois projetos que trouxeram a questão maternidade, questão muito forte para mim. Em 1985 eu tinha feito um aborto, isso mudou muito a minha vida. Hoje eu sou uma madrinha que defende a vida. As mulheres que querem fazer um aborto, eu corro atrás, peço para que não façam.” contou.

+ Entre no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

A artista explica que a novela foi fundamental para a decisão de ser mãe, e que a literatura, e as novelas ajudam aos atores e o público. “Eu fui parar nesse lugar por conta desses dois projetos, por tomar a decisão de ter filhos. Eu tive seis filhos, hoje eu tenho quatro filhos aqui na terra, dois estão lá no céu, então você vê a importância da literatura, de projetos como esses para um ator, e como mexe com a vida do público.” completou.

Cássia comentou o enredo em torno de Maria Marruá, que não queria ter filhos, mas ao nascer Juma, ela até tenta, mas desiste de abandoná-la.“A grande briga com o marido, era que ela não queria ter filhos. Afinal de conta, ela já havia perdido vários numa situação dramática. E ela recusava os assédios do marido, mas evidentemente acontece, e ela acaba ficando grávida. Estamos falando de uma época em que não havia nenhum método contraceptivo. As mulheres faziam sexo para engravidar. E quando nasce, não é um menino, é uma menina. E quando ela coloca a Juma na canoa, ela se arrepende e pega de volta. É muito lindo isso.” disse.


Juliana Paes, a Maria Marruá da versão de “Pantanal” de 2022, já trocou experiências com Cássia, e as duas estão construindo uma amizade. “A gente trocou ideias. Ela me mandou flores carinhosamente hoje. Estamos falando de uma atriz maravilhosa que é a Juliana. Se alguém falar mal dela, é pela beleza, ela é bonita demais.” revelou. 

Há 32 anos, a novela exibida pela TV Manchete, foi um fenômeno de audiência, e chegou a incomodar a TV Globo. Para quem integrou o elenco, também foi marcante e inesquecível. “A versão de 1990 foi muito marcante para mim. A novela fez muito sucesso, eu fiz 17 capítulos, mas muito intensos. Imagina o Pantanal há 32 anos atrás. Eu me lembro que eu ficava com o mesmo figurino, eu dormia e acordava com ele, tenho memórias lindas dessa época.” concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários