Malu Rodrigues interpreta Irma em
Reprodução/TV Globo
Malu Rodrigues interpreta Irma em "Pantanal"

Em “Pantanal”, coube a Malu Rodrigues um papel, digamos, complicado: uma talarica. Para quem não sabe, a gíria se refere a alguém que fica com o namorado (a) de algum amigo. No caso da personagem é ainda pior: Irma se apaixona por José Leôncio (Renato Góes) marido da irmã Madeleine (Bruna Linzmeyer), e ainda dá um beijo em Gustavo (Gabriel Stauffer), também ex dela. A moça, porém, não é vilã. A atriz defende que ela se encanta pelo peão sem querer.

Entre  no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro das principais notícias dos famosos e da TV

"Irma se sente mal porque se apaixonou pelo boy da irmã e é claro que não acha isso legal. Mas ao mesmo tempo ela não pensa muito. É um amor que vai contra tudo o que ela já viveu. Ela tenta segurar, mas chega uma hora que não aguenta mais e vai atrás dele no Pantanal", adianta ela.

A novela muda de fase na próxima terça-feira, mas, até lá, muitas águas vão rolar. Madeleine volta para o Rio com o filho, Jove, e Irma desaprova a decisão. No capítulo de sábado, a ruiva vai ao Pantanal encontrar o ex-cunhado, a essa altura já separado de sua irmã, e os dois vão transar.

"Após Madeleine voltar do Pantanal com Jove, a Irma meio que cria o filho deles. Madeleine vira uma mãe relapsa, até em negação por conta desse amor que perdeu. É a tia que cuida, que busca na escola, que dá amor e carinho. Ela vira quase uma mãe do Jove", resume a atriz. "Depois de alguns aninhos, quando ele já é criança, elas têm uma briga federal, e Irma decide ir atrás do amor que nunca teve. Ela vai ao Pantanal e chega a ficar com José Leôncio. É só uma ida, mas ela volta anos depois", completa.

Esse retorno ao Pantanal, porém, não é mais Malu que vive. Ela se despede da personagem e quem assume o posto é Camila Morgado. A atriz conta que foi chamada para o papel justamente por sua semelhança com a colega.

"A produtora de elenco me ligou porque eles precisavam de alguém que parecesse com ela. Graças a Deus! Fazer 'Pantanal' foi especial de muitas formas. Fiquei dois anos em casa sem fazer absolutamente nada porque o teatro parou complemente e eu estava sem trabalho engatilhado no audiovisual. Para mim, a novela tem um valor sentimental, espiritual, de renovação. É um recomeço e uma honra", agradece Malu.

Leia Também

As duas trabalharam juntas na construção da personagem, que leva tons diferentes da versão original da novela. O remake agora se passa nos anos 90, diferentemente do folhetim da Manchete, em que a primeira fase se dava nos anos 60/70:

"Emprestei minha timidez para Irma. Mas dos anos 60 para os 90... Não dá para ela ser tão ingênua como na primeira versão. Ela tem um temperinho, é mais enigmática".

Além de estar no elenco de uma novela tão esperada pelo público, a atriz ressalta que a experiência que viveu no Pantanal, gravando a breve passagem de Irma por lá, foi o ponto alto de sua trajetória na novela. Ela chega a afirmar até que o dia que passou na fazenda de Almir Sater foi um dos melhores de sua vida.

"Queria voltar e morar no Pantanal um tempo. Fiquei lá uma semana. No domingo, fui à fazenda do Almir. Foi o dia mais lindo da minha vida. Fizeram feijoada, meu prato preferido, passei o dia enfiada no rio e cantando, que é o que mais amo fazer. Tem uma cena em que Irma vai embora. Literalmente, fiquei aos prantos porque é um lugar mágico. Estava muito emocionada".

Agora, Malu já vive uma nova fase. A finalista do “Popstar” começou a gravar a série musical “Musa música”, de Rosane Svartman, para o Globoplay. A atriz também está se jogando mais no lado cantora.

"Vou gravar um feat com um ator muito maneiro que ainda não posso falar quem é. Seguir uma carreira musical é algo que sempre foi forte para mim, mas não sabia qual caminho seguir. Encontrei um empresário que comprou minhas ideias. A música está voltando com tudo na minha vida!".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários