Lais discutindo com Arthur Aguiar
Reprodução/TV Globo
Lais discutindo com Arthur Aguiar


Até ela esperava o resultado do décimo paredão do 'BBB 22'. Laís Caldas foi eliminada com 91,25% dos votos do público na noite desta terça-feira (22). A médica enfrentava o paredão contra Douglas Silva e Eliezer Neto. O ator teve 4,48% e o integrante do quarto Lollipop recebeu 4,27%. 


No discurso de eliminação, Tadeu Schmidt comentou sobre o problema do Lollipop. "Ninguém desse grupo volta de um paredão", disse. "Cinco seguidos, o que tem esse grupo? O que tem esse quarto? É uma sequência de respostas que ninguém aí está entendendo ou é apenas uma coincidência?", questionou. 

"Afinal, eram do mesmo grupo, mas com trajetórias diferentes. É possível ter um ponto comum além do Lollipop? Fica ainda mais complicado de saber porque são dois do Lollipop", disse. Tadeu então trouxe algumas informações para embaralhar os brothers.

"Seria agora a redenção total? A primeira vez que dois voltam? Será que cabe ao DG ficar marcado por essa virada? Neste paredão, duas pessoas terminaram muito próximas, mudaram de posição de domingo para cá, a diferença entre eles foi de décimos", disse. "Quem sai, sai individualmente, não como grupo. Quem sai, talvez saísse em qualquer outro paredão", disse. 


Começou a jogar tarde demais

No começo do jogo, Laís foi coadjuvante das amigas do quarto Lollipop. Nas primeiras semanas, a médica ficou ao lado de Bárbara Heck e Rodrigo, além de ser influenciada a votar de acordo com o pensamento do grupo. Com a saída dos aliados, Laís não atingiu o protagonismo e se tornou coadjuvante de Jade Picon. 

Leia Também

Até a oitava semana de programa, Laís se manteve no papel de votar pelas estratégias alheias e não pensava em se salvar. O primeiro momento em que ela 'despertou para o jogo' foi após a indicação de Natália Deodato em um contragolpe, mas Laís se salvou do paredão na prova 'Bate e Volta'. 

Leia Também

Laís foi azarada em provas e nas estratégias. Além de não conseguir proteger aliados do Lollipop, ela também falhou na estratégia de seduzir Gustavo Marsengo e aparentemente, se apaixonou pelo brother — algo que também ocorreu para o bacharel em direito — o que minou as possibilidades de jogo na casa.

Além disso, a médica rivalizou com Arthur Aguiar desde que se aliou com Jade Picon. Ela foi indicada pelo ator, que ganhou a liderança da semana. Até o último Jogo da Discórdia, Laís brigou com Arthur Aguiar sobre as atitudes dele dentro do programa. 

Na web, Laís foi criticada por falas com conotação transfóbica, acusada de racismo e de ter atitudes tóxicas no reality. O caso mais emblemático da passagem de Laís ocorreu quando ela foi acusada de imitar um macaco ao falar sobre Natália, visto como racismo pelo público. Com a entrada de Larissa e Gustavo, Laís soube do caso e pediu desculpas para a sister. 

Outro caso foi o de transfobia com Linn da Quebrada, em que ela trocou os pronomes da sister e em uma brincadeira, perguntou se a sister estaria 'solteiro'. A fala foi repreendida por Tadeu Schmidt e pela cantora. 

Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários