Gustavo ganha apelido de
Reprodução/TV Globo
Gustavo ganha apelido de "agente do caos"

Foi só Gustavo sair da casa de vidro do “BBB 22” e se juntar ao elenco que estava no programa desde o início para o jogo ganhar movimentações diferentes. O quarto Lollipop que o diga! Se antes a turma ali era maioria e não recebia votos, depois que o curitibano avisou que iria mirar nas “plantas’’ do grupo, o barco da trupe começou a afundar com sucessivas eliminações. Ele já confundiu a cabeça da galera no queridômetro, não pipoca nos jogos da discórdia, e até provocou discussão generalizada entre os confinados, com direito a sorrisinho sarcástico de quem ficou feliz em proporcionar “fogo no parquinho’’. Na web, o bacharel em Direito logo ganhou o apelido de “agente do caos’’, o que é aprovado por sua mãe, Sandra Batista.

Entre  no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro das principais notícias dos famosos e da TV

" Gustavo é assim, gosta de ouvir as opiniões e esclarecer o que acha que deve ser esclarecido. Ele fala o que as pessoas não têm coragem de falar. No fundo, serve de boca para todo mundo que pensa a mesma coisa, mas não diz. Os conflitos entre as pessoas precisam ser resolvidos conversando, e meu filho gosta de esclarecer e deixar claro o que ele pensa, já que, quem não concorda, conversa. Gustavo não vestiu um personagem, é o que está sendo ali", garante a mãe.

Aqui fora, o público vibra ao ver o brother tirando os colegas confinados da zona de conforto e bagunçando o jogo. Dona Sandra, no entanto, avalia que a melhor estratégia para o filho seria equilibrar os momentos de caos com uma certa calmaria, algo que já observa no comportamento dele dentro da casa.

"Estou vendo, desde o começo, ele ser coerente com seu discurso e atitudes. Tem que ter equilíbrio. Se ficar muito na paz dentro do jogo, não vai adiantar. E se ficar só plantando o caos, também não. Tem momentos em que ele precisa avançar e, em outros, recuar. Assim que funciona o jogo, e estou apostando muito nessa estratégia dele", diz a mãe do curitibano, que não entrou despreparado na 22ª edição do reality show. "'Fogo no parquinho' é o que o público gosta de ver, e ele sabe disso, estudou o jogo para estar lá".

Com a saída de Jade Picon da disputa, Gustavo é a aposta de muitos telespectadores do programa como o mais novo cabeça do jogo junto com outros destaques, como Arthur Aguiar. No último paredão, por exemplo, o filho de Dona Sandra movimentou todos os seus aliados para se salvar da berlinda por meio de uma combinação de votos em Eliezer. A estratégia só não deu certo porque Natália, que havia dito não votar no curitibano, mudou de ideia no confessionário.

Leia Também

Mas há um fator que ainda pode abalar a fama de bom jogador de Gustavo: o coração. Até uma página de fãs do brother ameaçou parar de torcer por ele caso continuasse o romance com Laís, que faz parte do grupo oposto ao seu. Os dois chegaram a terminar para não deixar o relacionamento atrapalhar as estratégias, mas o bacharel em Direito e a médica resolveram voltar atrás e se entregar ao sentimento, apesar das diferenças. Para Sandra, o affair entre eles não é um fator que atrapalha o filho no “Big Brother Brasil’’:

"Essa coisa de casal no jogo tem prós e contras, então não dá para tomar uma posição e seguir nela. Tem que ir avaliando as consequências. Gustavo é um cara que pode estar só beijando, mas se envolve mesmo. E eu não me importo que ele se envolva. Só não pode atrapalhar o jogo dele, algo que eu não acho que esteja acontecendo", diz.

Quase dois metros

Gustavo praticava vôlei, mas precisou parar depois que teve problemas nas articulações. “Meu filho fez três cirurgias no joelho, acredito que por causa do esporte e do crescimento acelerado que teve. Com 15 anos, ele tomou hormônio para não crescer mais. A projeção dele era de 2,10 metros. Ele quis parar e ficou com 1,95 metro. Isso o impossibilitou de continuar como atleta. Hoje, sofre com as dores nas costas também (ele tem hérnias de disco). Essas coisas mexem com o emocional, mas ele superou bem”, conta Sandra.

Calvície de família

Na web, o brother também é chamado de calvo por alguns internautas. Para a mãe, isso não deve abalar a autoestima dele quando sair do confinamento. “Gustavo é muito de brincar com as críticas. O pai dele é calvo, e ele já está quase. Não tem o que fazer, aceita que dói menos. Acredito que isso está bem trabalhado na cabeça dele. Literalmente”.

Bom na cozinha

Na casa, Gustavo já brincou que usaria seus dotes culinários como barganha para conseguir o perdão dos colegas ou até fugir do paredão. Em casa, cozinhar é uma das coisas que ele adora fazer: “Aprendeu a cozinhar com o pai. Em casa e com os amigos, ele adora fazer isso. Eu digo que é um dom dele. Meu filho cozinha bem justamente porque gosta”, diz Sandra.

Futuros romances

Se Laís e Gustavo vão continuar juntos, Sandra prefere nem arriscar. Mas, caso o romance com a médica não dê certo, o que não faltam são pretendentes. “Muitas meninas entram em contato comigo. Eu esperava um assédio, mas não tanto. Digo que vou montar um ‘BBB’ para selecionar minha nora (risos)”, brinca a mãe.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários