Vyni e Eliezer são bastante próximos no
Reprodução/TV Globo
Vyni e Eliezer são bastante próximos no "BBB 22"

O pai de Vyni confessa que tem assistido ao filho no "BBB 22" nos resumões do Globoplay. É que depois da fama do rapaz, não sobrou muito tempo para que Cícero Souza acompanhe o programa como gostaria. O trabalho no restaurante aumentou e o assédio à família do brother também. Tem até gente que aparece na casa dele para pedir uma foto no quarto do jovem. E muitas vezes surge a pergunta: Vyni está apaixonado por Eliezer?

Entre  no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro das principais notícias dos famosos e da TV

"Até onde eu sei, Eli é hétero, né?! Então, apesar de não acompanhar muito o dia a dia, o que vejo é uma amizade sincera dos dois. Meu filho é assim na vida dele, exatamente como está sendo na casa. Carinhoso, parceiro, amigo dos amigos", observa Seu Cicinho.

Ele diz que não foi um choque para ele quando Vyni, pouco antes de ir para o "BBB 22", contou sobre sua homossexualidade. "A orientação sexual dele nunca foi um problema e continua não sendo. Isso não define caráter nem a índole de ninguém. Óbvio que, como pai, eu fico preocupado com o que podem fazer contra ele por conta de tanto preconceito", opina.

Leia Também

Criado em Crato, no interior do Ceará pela avó e avô enquanto o pai trabalhava, Vyni, conta o pai, nunca falou abertamente sobre a orientação sexual, mas também nunca escondeu nada de ninguém. "De certo ele também temia pela minha mãe, que já tem mais de 70 anos. Ela ficou preocupada de o neto sofrer, claro. Mas Vyni é muito amado por todos aqui. Da família aos vizinhos. Tenho um orgulho danado do meu filho", diz o pai.

O estudante de Direito foi criado longe da mãe, que se mudou para São Paulo quando se separou de Cícero. Sandra teve pouco contato com Vyni e só retomou parte desse convívio perdido quando se mudou para Recife. "Eles se dão bem, saem para jantar, se falam. Mas quem foi mãe mesmo foi a avó", conta Cícero, que não quis se casar de novo.

Ele acredita que Vyni vê em Eli um apoio, como um irmão, já que foi criado como filho e neto únicos. "A amizade deles vem em primeiro lugar. Estão até falando de trabalhar e viajar juntos", lembra ele, do papo que os brotheres já tiveram no confinamento. Cicinho acha que Vyni não voltará a morar com a família tão cedo. "Eu não tenho como acompanhá-lo. Mas eu acredito que minha mãe iria para onde ele fosse. Às vezes, a gente pega ela dormindo sentada, com a TV ligada, porque não está aguentando de saudade".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários