Alexandre Garcia
Reprodução/CNN
Alexandre Garcia

Alexandre Garcia, de 80 anos, foi desmentido pela CNN Brasil , nesta sexta-feira (24), durante o programa "Novo Dia". À ocasião, o comentarista abordava as denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior, que é alvo de investigações no MP, na Polícia Civil e na CPI da Covid por supostamente pressionar seus médicos a tratar pacientes com substâncias do "kit covid", como hidroxicloroquina - contraindicada para tratar o novo coronavírus (Sars-coV-2).

Em sua participação no quadro "Liberdade de Opinião", o comentaris afirmou que os "remédios sem eficácia ajudaram a salvar milhares de vidas durante a pandemia". "Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações. Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada. [...] Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental", disse Alexandre Garcia

Entretanto, ao final da participação do jornalista no quadro, a apresentadora Elisa Veeck desmentiu a fala de Garcia e reforçou que as opiniões dos comentaristas da CNN Brasil não refletem a posição da emissora. "Reitero sempre para vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN. E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje, a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia", afirmou ela.

Esta não é a primeira vez que Alexandre Garcia é desmentido ao vivo. O  comentarista já se desentendeu com Rafael Colombo ao dizer ironicamente que "não estava sendo entrevistado" ao ser contrariado pelo apresentador quando defendeu que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tinha "todo o direito" de lançar um decreto proibindo governadores e prefeitos de decretarem restrições para o controle de coronavírus. Além disso, em 27 de julho do ano passado, primeiro dia do quadro, Garcia fez apologia do remédio cloroquina dizendo que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "é a comprovação científica de que o uso da hidroxicloroquina dá certo".

É importante ressaltar que não há medicamentos para tratar ou prevenir a Covid-19. A única maneira de manter-se seguro do vírus e tomando a vacina no posto de saúde mais próximo de sua casa, usando máscara, passando álcool em gel com frequência e mantendo o distanciamento social. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários