Patrícia Abravanel no
Reprodução SBT
Patrícia Abravanel no "Vem Pra Cá", do SBT

Patrícia Abravanel resolveu falar sobre a polêmica de homofobia envolvendo Rafa Kalimann e Caio Castro nesta segunda-feira (01), durante o "Vem pra Cá", do SBT. "É um conflito de gerações! Acredito que nós mais velhos, que fomos criados por pais mais conservadores, a gente está aprendendo e se abrindo, mas é um direito [nosso ter opinião]. Por que não concordar em discordar? A gente pode ter opiniões diferentes e está tudo bem", iniciou ela.

"Eu não acho que o Caio Castro e a Rafa Kalimann sejam preconceituosos, acho que foram educados de uma outra forma. Então acho que se os LGBTYTH (sic) querem respeito, acredito que eles tem que ser mais compreensivos com aqueles que não hoje ainda não entendem direito", continuou ela, referindo-se erroneamente à sigla LGBTQIA+ - que representa cada sexualidade predenominada até então.

"E é difícil quando a gente vai educar filhos e tem que falar sobre isso, eu tenho que falar para todo o pessoal do LGBTC [errado novamente] que eu tenho que pensar como eu vou contar isso para os meus filhos, como falar? A gente não sabe lidar, tem que ter respeito e não massacre", concluiu ela. 

Nas redes sociais, Patrícia Abravanel começou a ser criticada por tratar a homofobia como opinião. Em plataformas como o Twitter, por exemplo, fãs a chamaram de "desserviço" e "escrota". Assista ao vídeo e confira mais reações.

Você viu?






    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários