Rafa Kalimann se prouncia após ser acusada de homofobia
Reprodução/Instagram
Rafa Kalimann se prouncia após ser acusada de homofobia

Rafa Kalimann e Caio Castro estão sendo bastante criticados nas redes sociais por compartilharem uma publicação considerada homofóbica. Os dois postaram nos Stories um vídeo de um pastor falando sobre os casamentos homoafetivos de uma maneira que foi vista como preconceituosa. Após a repercussão negativa, a influenciadora pediu desculpas pelo que fez.

O vídeo compartilhado por Rafa e Caio é de uma fala do Pastor Cláudio Duarte. "Não sou a favor do relacionamento [homoafetivo]. Eu respeito, mas tenho as minhas convicções e a base daquilo que eu acredito", diz o religioso. "Tenho valores e não vou abrir mão deles. Se você me perguntar se eu acho certo, eu não acho, mas isso não nos tona inimigos", ele continua.

Após a repercussão negativa da publicação, Rafa Kalimann se pronunciou no Twitter. "Meu intuito era repassar aquilo para aqueles que tratam mal os LGBTs por conta de religião, para de uma vez por todas isso parar", disse a apresentadora do "Casa Kalimann" no Twitter.

"Sinto muito se ofendi e se pareceu que eu discordo de relacionamentos homoafetivos. Apaguei depois de ver que estavam levando como uma opinião minha e está longe de ser. Muito pelo contrário. Aquele vídeo foi enviado por um amigo homossexual em um dos nossos grupos. Ele e muitos outros acharam bacana ver um posicionamento diferente da maioria quando se trata de religião. Foi um assunto que levantou muitas coisas legais lá", explicou a influenciadora.

Após o pronunciamento de Rafa, Gilberto Nogueira, que participou do "BBB 21", comentou a publicação e explicou porque o vídeo do pastor é considerado preconceituoso. "Rafa, a questão é que ele disse que tem valores e que acha errado, mas respeita. É contra isto que lutamos, contra pessoas que acham que relacionamentos homoafetivos são errados e contra os valores. Sou bicha e tenho valores. Mas que bom que você apagou e entendeu", escreveu o economista.

"Concordo, Gil. Eu quis direcionar para quem usa da religião para desrespeitar.
Errei em não ter prestado mais atenção no vídeo. Jamais seria essa minha opinião. Eu repudio qualquer ato de homofobia. Errei e apaguei. Desculpas", finalizou Rafa Kalimann.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários