Sarah e Bolsonaro
Reprodução
Sarah e Bolsonaro


Sarah Andrade chegou a ser a favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhão do 'BBB 21', mas acabou se envolvendo em algumas polêmicas. Uma delas foi quando a sister chegou a afirmar que  gostava do presidente Jair Bolsonaro, sendo contra o seu impeachment. 

À revista Quem, Sarah afirmou que os telespectadores pegaram pesado com ela e explicou que não gosta de Bolsonaro, mas que ficou com medo de criticar o presidente do país em rede nacional. Além disso, ela deu a entender que não votou nele, já que não estava no país na época das eleições de 2018.

"Se pegarem o vídeo, vão ver que eu estava com o João no quarto e brincamos não só sobre impeachment, mas também sobre a Rainha da Inglaterra, algumas coisas no dia. E eu perguntei: 'Será que rolou o impeachment?'. O João me deu uma cutucada e fiquei... Meu medo era estar falando mal do presidente na televisão. Sabe aquela coisa que você fala brincando?", explicou.

Você viu?

"O povo pegou uma fala e colocou como se eu fosse total a favor dele, que estivesse a favor dele. Tentei elogiar por medo de estar falando mal, e de repente o negócio virou completamente ao contrário. Eu nem estava no Brasil na época das eleições. É muito doido pensar nisso", completou.

"Sobre o negócio da pandemia, tenho que pedir desculpas. Eu não tinha como ter noção do que estava acontecendo aqui fora. É desculpa, mesmo". Enquanto estava dentro do programa, Sarah imaginou que o número de vítimas já tinha diminuído. 

"Fomos confinados no início de janeiro, o Brasil inteiro sabe. No final do ano passado as coisas estavam começando a melhorar. Começando a abrir mais as coisas, como restaurantes, shoppings. Estavam mais tranquilas as coisas. Então, o nosso pensamento lá era: 'Tem vacinação, então está melhorando'. Teve um dia que vimos fogos fora da casa, imaginamos que era a vacinação que tinha saído. A gente não tinha como ter noção das coisas".

Sobre as festas das quais participou em 2020, Sarah voltou a dizer que eram eventos regulamentados e que cumpriam os protocolos.

"Uma coisa que pegou muito no programa foi eu ter falado que viajei no Réveillon. Sim, eu viajei no Réveillon. Quando fui para essa festa, eram pouco mais de cem pessoas – que eu considero grande, por ser em pandemia, já que naquela época estávamos começando a voltar a ter festas de novo. Mas era um espaço grande, todo mundo sentado. Era uma festa regulamentada pelo governo do local onde fui, estava tudo certo e tudo em ordem. Eu não tinha como saber que aqui fora as coisas estavam piorando. A gente não tinha ideia, já que estava confinado em uma casa desde o início de janeiro. Por isso, o que posso pedir é desculpas. Não tinha como saber. Tanto que agora estou super preocupada e buscando maneiras de ajudar as pessoas, porque sei que isso foi uma falta de informação".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários