Kerline do BBB 21
Divulgação Globo
Kerline do BBB 21

Antes de entrar no "Big Brother Brasil 21" , Kerline Cardoso fundou uma empresa para ligar influenciadores digitais a marcas por meio de ações patrocinadas. No primeiro evento, a administradora reuniu criadoras de conteúdo em uma casa para levar ao Coachella, festival de música e arte, na Califórnia, nos Estados Unidos. Mas  Ker foi vítima de um golpe financeiro: comprou ingressos falsos.

"E os ingressos têm um valor alto, além da passagem, da casa... Ker ficou desesperada, afinal todas as blogueiras já tinham fechado parcerias com marcas que iriam divulgar no evento. Para honrar os compromissos, além do golpe, minha amiga tirou dinheiro do próprio bolso para concluir a ação", relembra Aliny Araújo, amiga de Ker e que atuava como consultora criativa do projeto.

Kerline levou quatro digital influencers para o evento. Vendeu carro, se desfez de outros itens pessoais e até pediu empréstimo. No vídeo de divulgação do "BBB21", a cearense disse que tem uma dívida com o ex-cunhado. E a empres aque abriu fechou meses depois.

"Ker continuou com o negócio um tempo, em 2018, mas ficou insustentável. Começou a empresa com um peso financeiro muito grande", destacou ela.

A sister disputa com Sarah e Rodolffo a preferência do público. A eliminação ocorre na noite desta terça-feira (2). Vote na enquete do iG .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários