A globo ainda enfrenta um processo nos dias de hoje por conta de um programa veiculado em 2013 no Multishow. Na época, estava no ar o humorístico "Sensacionalista" e a atração foi denunciada por racismo após uma piada relacionando uma cachorra com o candomblé. Segundo o site Notícias da TV, o processo ainda corre na Justiça e a Globo pode pagar uma multa de quase R$ 100 mil.

Globo enfrenta processo por racismo por piada com candomblé
Reprodução/Youtube
Globo enfrenta processo por racismo por piada com candomblé

O "Sensacionalista" foi um programa inspirado em um site de mesmo nome, que cria notícias falsas absurdas para fazer sátiras e críticas sociais. Em 2013, a atração do Multishow criou um esquete de uma cachorra que sabia ler búzios e criou uma nova religião chamada "cãodomblé".

Na ocasião, a CPPNI (Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena) denunciou a Globo por discriminação racial à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo. Com isso, foi instaurado um processo contra a emissora. 

A Globo argumentou na Justiça que se tratava de um programa humorístico, sem a intenção de ofender os seguidores da religião de matriz africana. O canal de televisão perdeu o processo e foi multado em R$ 88.803,75. Mesmo assim, a empresa recorreu e entrou com o pedido para não pagar a multa até o final do julgamento. No último dia 16, o juiz José Eduardo Cordeiro Rocha, da 14ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, determinou que a Globo deve pagar a multa. A emissora ainda pode recorrer.

    Veja Também

      Mostrar mais