Monalisa Perrone deu uma bronca ao vivo em Wilson Witzel , governador do Rio, durante o "Expresso CNN" da última terça-feira (26). O governador do Rio é alvo da operação Placebo, que o aponta como líder de uma organização que fraudou caixas d'água de hospitais de campanha, entre outras coisas.

Leia também: Monalisa Perrone corrige comentarista ao vivo: "Precisamos ser fiéis aos fatos"

Monalisa Perrone e Wilson Witzel durante entrevista à CNN
Reprodução/CNN
Monalisa Perrone e Wilson Witzel durante entrevista na CNN


A jornalista fez uma pergunta a Witzel durante o programa e o governador resolveu não responder. Ele apenas leu seu pronunciamento de defesa. Foi então que levou uma chamada de Monalisa Perrone .

Leia também: Jornalistas da Globo discutem ao vivo sobre o clima no "Bom Dia SP"

"Preciso interromper o senhor, com toda a educação. Nós ouvimos o pronunciamento que o senhor fez hoje, a ideia aqui é que nós conversemos. Então, se o senhor puder fazer a gentileza de ouvir nossas perguntas e fazer as suas respostas com o tempo que for necessário, aí sim, isso é uma entrevista. O pronunciamento nós já tivemos", disse a jornalista.

Sem graça, Witzel respeitou o pedido de Monalisa e seguiu a entrevista sem ler o pronunciamento. Ao final da entrevista, Monalisa ainda tocou novamente no assunto e afirmou que a CNN tenta realizar entrevistas para esclarecer os assuntos do dia, mas que as vezes as partes envolvidas não respeitam o trabalho jornalístico.


Leia também: William Bonner fala que já foi hostilizado na rua: "Constrangedor"

"Durante o dia inteiro, o governador Wilson Witzel tinha dado apenas um pronunciamento. Aqui na CNN , o que teve foi entrevista. É assim que a gente trabalha. Perguntas são feitas a todos os interlocutores e, se eles tiverem a delicadeza, a elegância e a ética de nos ouvir, as respostas serão dadas", finalizou.

    Veja Também

      Mostrar mais