O jornalista Matheus Ribeiro está de casa nova, após pedir demissão da Globo , ele foi contratado pela Record TV Brasília e vai apresentar o principal noticiário regional da emissora e entrar no rodízio de apresentadores do “Jornal da Record”, que é transmitido para o Brasil todo. O problema é que que os funcionários da emissora de Edir Macedo não gostaram da nova contratação e fizeram uma carta aberta que está sendo considerada homofóbica.

Leia também: Jornalista do "Jornal Nacional" se demite por corte em salário

Matheus Ribeiro
Reprodução/Instagram
Matheus Ribeiro saiu da Globo e já está em outra emissora


Matheus Ribeiro ficou conhecido nacionalmente por ser o primeiro jornalista assumidamente gay a apresentar o “Jornal Nacional”, o principal produto jornalístico da emissora carioca. Ele ocupou o lugar de William Bonner em novembro de 2019 e, desde então, ficou muito visado. A demissão da Globo partiu do próprio jornalista, pois ele não aceitou a redução do salário durante a pandemia do novo coronavírus.

Leia também: Apresentador da Globo é atacado por furar quarentena em praia

Matheus Ribeiro
Reprodução/Instagram
Matheus Ribeiro é o novo contratado da Record TV Brasília

Rapidamente, Matheus Ribeiro conseguiu um novo emprego, só que a contratação do profissional não agradou a todos na Record e os funcionários da emissora chegaram a fazer uma carta aberta, divulgada pelo Virei Jornalista , que foi entregue a direção da emissora.

Em um trecho, diz: “Nós, da Redação da Record Brasília, viemos por meio desta carta manifestar irrestrito apoio ao jornalista Luiz Carlos Braga , arbitrariamente desligado da emissora por ordens superiores. A diretoria desta casa optou por escantear uma carreira de três décadas e ilibada reputação, além de incontáveis prêmios, em prol de uma contratação cuja a única relevância curricular é a sua orientação sexual”. 

A carta gerou polêmica nas redes sociais. “Que dia as pessoas que escreveram essa carta criminosa se apresentam na delegacia?”, comentou o ator Hugo Bonemer. “Muito desrespeitoso afirmar que o colega só possui a orientação sexual no currículo. Homofobia em plena redação de jornalismo? Não se defende um profissional julgando outro”, escreveu uma seguidora. “Que tristeza essa reclamação pautada na homofobia”, acrescentou mais uma.

A Record TV  afirmou ao Notícias da TV que os diretores da emissora não receberam nenhuma carta de repúldio a contratação de Matheus Ribeiro e o jornalista, por sua vez, não quis comentar nada e disse que não tinha conhecimento do assunto.  

Leia também: Âncora argentino chama Bolsonaro de "imbecil" por minimizar riscos da pandemia

Matheus Ribeiro ficará no lugar de Luiz Carlos Braga, estava há 12 anos na Record TV e foi demitido com a justificativa que se tratava de uma redução de gastos.

    Veja Também

      Mostrar mais