Na última sexta-feira (06), Amaury Jr. recebeu Miguel Falabella e Irene Ravache em seu programa. Todavia, o episódio não foi bem recebido pela direção da RedeTV! .

Leia também: Após um ano na Band, Amaury Jr retorna à RedeTV! com pré-estreia luxuosa

Amaury Jr e Bolsonaro arrow-options
Divulgação
Amaury Jr e Bolsonaro

Segundo apurou o Na Telinha , o motivo do desconforto com a entrevista concedida por Falabella e Ravache a Amaury Jr . são as duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro (sem legenda). Com um alinhamento editorial pró-presidente, a emissora decidiu proibir a disponibilização do conteúdo em seu portal de vídeos e nas redes sociais, ganhando o apelido de "edição proibida".

Leia também: Amaury Jr passa mal em almoço na mansão do dono da RedeTV!

"Regina Duarte é uma pessoa querida. Eu não julgo os atos da Regina. É uma escolha dela, não posso me intrometer na decisão de uma colega. Não tenho nem intimidade, nunca trabalhei com ela. Eu não aceitaria qualquer convite porque eu simplesmente não assino embaixo desse governo. Não seria capaz de sentar numa mesa com a Damares (Alves), vendo Jesus na goiabeira, o que é aquilo? O que é aquele ministro da Educação que não sabe falar, escrever… Eu não poderia me sentar em uma mesa com essas pessoas”, afirmou Miguel Falabella , demonstrando insatisfação com o governo Bolsonaro. 

Amaury Jr arrow-options
Divulgação
Irene Ravahce, Amaury Jr e Miguel Falabella

Leia também: Amaury Jr. explica polêmica na web: "Já manifestei meu apoio a Bolsonaro"

Endossando as opiniões do ator, Irene Ravache declarou: "Acho muito difícil dialogar em um governo de extrema. Eles próprios fecham esse diálogo". O empresário e vice-presidente da emissora, Marcelo de Carvalho, é um apoiador público do atual governo. Questionada, a assessoria do canal não se posicionou sobre a situação envolvendo o programa de Amaury Jr

    Veja Também

      Mostrar mais