Tamanho do texto

Apresentador Marcão do Povo disse que seus comentários ridicularizando o homem na reportagem "não tinham qualquer incitação ao suicídio"

Um homem se matou na última terça-feira (12) após ver um vídeo seu em um momento de descontrole ao saber que tinha sido traído por sua mulher ser exibido e debochado no jornal "Primeiro Impacto", do SBT.

Leia também: Rachel Sheherazade é afastada do SBT devido a doença: "Estou grogue"

SBT arrow-options
Reprodução
Apresentador Marcão do Povo durante o telejornal


No vídeo transmitido no SBT o homem aparecia pendurado em um fio de alta tensão, em Londrina, dizendo que ia se matar ao ter descoberto a infidelidade da esposa.

Enquanto a gravação era exibida no telejornal, o apresentador Marcão do Povo colocou uma música fazendo piada da situação: "Desça dai seu corno, desça dai / Desça dai chifrudo o que é que há? / Você ganhou foi gaia não foi asas pra voar". Na sequência, o apresentador disse: "Você ganhou um par de chifres, não foi asas para voar. Você não é o único corno do Brasil, fique tranquilo." E acrescentou: "Chifre é que nem consórcio: a qualquer momento você é contemplado".

Leia também: Bolsonaro sabota Globo e prioriza SBT e Record em campanhas

As imagens do vídeo mostram que depois que se jogou do fio, o homem ainda conseguiu se levantar e sair andando, mas no final da manhã do dia seguinte ele foi encontrado morto em sua casa. Um boletim de ocorrência registra que a causa da morte foi suicídio .

Leia também: SBT revolta público ao exibir programa matinal com aula de sexo tântrico

O SBT disse que não iria se pronunciar sobre o caso. Já o advogado de Marcão do Povo, Rannieri Cavalcanti Lopes, disse que "não houve qualquer incitação ao suicídio na matéria" e que "foi uma brincadeira normal que o Marcos faz sempre no programa".