Tamanho do texto

João Helde Carlos Junior fala pela primeira vez e diz que está impedido de entrar no SBT. Após a suposta perseguição, ele passou a receber ameaças

Desde criança, João Helde Carlos Junior , de 35 anos, acompanha a carreira de Eliana e, há algumas semanas, ele viu seu nome envolvido em uma grande polêmica. O fã foi acusado de perseguir a apresentadora, rasgar o vestido dela e de ameaçar de morte o chefe de segurança do SBT . Com isso, João, que é motorista de aplicativo, passou a ser ameaçado e foi impedido de pegar passageiros dentro da emissora de Silvio Santos.

Leia também: Fã vende suposto bem casado do casamento de Sandy e Lucas Lima na internet

João Helde Carlos Junior arrow-options
Arquivo pessoal
João Helde Carlos Junior é fã Eliana e foi acusado de perseguir a apresentadora


O amor de João por Eliana começou em 1991, quando a loira apresentava, no SBT , o programa “Festolândia”. Desde então, o fã passou a assistir fielmente todas as atrações comandadas pela apresentadora. “Admiro o jeito dela, é uma pessoa humilde, tenho essa visão. É uma pessoa simples, que respeita as pessoas e fez parte da minha infância”, contou João ao iG .

Essa admiração fez o motorista de aplicativo estampar uma foto de Eliana no capô do seu antigo carro. “Pensei que era uma forma de alguém ver e falar para ela”, comentou. Por ser algo diferente, João começou a receber reclamações e críticas e ouvia com frequência das pessoas: “Ela não está nem aí para você”. João garantiu que nunca se importou, contradizendo o relato de pessoas que moram no mesmo bairro que ele.  

Encontro com Eliana 

A foto do carro estampado chegou à produção de Eliana e João conseguiu acompanhar a gravação de um programa e o rápido encontro do fã com a apresentadora ficou marcado. “Foi no dia 7 de março de 2017, às 20h14, mais exatamente. Foi maravilhoso, ela não me decepcionou, me tratou muito bem. Levei um urso bem grandão de pelúcia para ela, ela me abraçou sem frescura nenhuma, me agradeceu e foi só isso”, disse João que garantiu que não se excedeu e nem rasgou a roupa da loira.

João e Eliana arrow-options
Arquivo pessoal
João teve um encontro com Eliana em 2017

O carro com a foto de Eliana precisou ser vendido, pois João teve que alugar outro automóvel para trabalhar como motorista. Ele mora na zona Leste, em São Paulo, e passou rodar com frequência em Osasco, que fica a 36 km da sua casa e é a região em que fica o SBT .

“No aplicativo, eu coloquei [na descrição do perfil] a seguinte frase: ‘Sou fã da apresentadora Eliana e trabalho na Uber para um dia conseguir ver a apresentadora Eliana’. Queria que um dia um passageiro visse aquilo ali e falasse: ‘olha Eliana tem um motorista que é muito fã seu’”, revelou João.

Leia também: Fã reclama que Bruna Marquezine pediu para ele desencostar durante foto

O problema é que começou a ficar cada vez mais difícil para ele conseguir pegar corridas no SBT . “Toda vez que eu ia buscar passageiros eu percebia que os motoristas chegavam e já entravam direto, quando era na minha vez eles pediam documento e davam uma canseira até o passageiro cancelar. Comecei a desconfiar [que estava sendo barrado] a partir daí.”

Carro João com foto da Eliana arrow-options
Arquivo pessoal
O capô do carro do João tinha uma foto da Eliana estampada


Proibido de entrar no SBT

Ao ser questionado sobre a possível briga com a equipe segurança do SBT , João se defendeu: “Não sei de onde surgiu essa história. Queria que cada pessoa que está me acusando tivesse condições de provar”. Depois que a história caiu na mídia, o motorista foi proibido de pegar passageiros dentro da emissora de Silvio Santos.  

Passei receber ameaças 24 horas por dia nas redes sociais. Já fui chamado de safado, maníaco, já ouvi que iam me pagar na rua

“Não tem um motivo para me bloquear. Eu só queria um esclarecimento”, esbravejou o fã que fez inúmeras ligações ao SBT pedindo uma justificativa. “Depois dessas notícias, eu fiquei três semanas sem sair de casa, fiquei trancado com medo de alguém me matar. Não conseguia olhar minha sombra que ficava assustado. Passei receber ameaças 24 horas por dia nas redes sociais. Já fui chamado de safado, maníaco, já ouvi que iam me pagar na rua”, disse João que também foi comparado com o fã que perseguia Ana Hickmann.

Leia também: Ana Hickmann revive ataque de fã: "Uma pessoa totalmente desequilibrada"

O iG entrou em contado com o SBT para saber se realmente houve algum desentendimento e se o João realmente está proibido de entrar na emissora e, em nota, foi dito o seguinte: “Informamos que  SBT   segue suas  políticas  de segurança  para todos os  seus colaboradores  e artistas,  independente  das situações que ocorreram com  a pessoa citada. Por se tratar de um caso envolvendo direitos individuais, a emissora  e a apresentadora Eliana não irão se manifestar a  respeito”.