Nesta segunda (26) a disputa pela herança da atriz Betty Lago, que morreu em 2015 após lutar contra um câncer, ganhou novos desdobramentos. Bernardo, filho da atriz acusado de manipulá-la a assinar o testamento à beira da morte e sob efeito de fortes medicamentos, rebateu as acusações.

Leia também: Familiares e amigos dão adeus a Betty Lago

Betty Lago
Divulgação
Betty Lago

Em carta enviada ao programa "A Tarde é Sua", o herdeiro de Betty Lago  declarou que repudia as alegações atribuídas a ele e que sua mãe assinou o documento "por vontade própria".

Leia também: Betty Lago foi manipulada a assinar testamento em estado de confusão mental

"Repudio as falsas acusações. Estive diariamente ao lado da minha mãe durante os 3 anos de batalha que ela travou contra o câncer. Me mudei para sua casa, acompanhei todas as consultas e nas 40 sessões de quimioterapia segurei sua mão para amenizar a dor", iniciou.

"Foi por vontade própria, duas semanas antes de falecer, que ela decidiu fazer seu testamento e não foi influenciada por ninguém. A assinatura ocorreu às claras, todos que estavam presentes puderam presenciar a leitura na íntegra e todas as assinaturas foram concluídas. Vivi com ela os melhores momentos da minha vida", afirma, desmentindo que o documento tenha sido assinado horas antes da morte.

Bernardo ainda acusou a irmã, Patrícia, de querer "macular a imagem dele" e afirma que ela "sempre optou manter-se distante da família, mesmo depois de a mãe estar doente" e questiona os laudos do homecare, que apontavam dois dias antes e na véspera da morte que Betty estava com "grau de orientação confuso, desorientado". 

Leia também: Após polêmica, testamento de Betty Lago é suspenso

O filha da atriz ficou com 80% dos bens de Betty Lago . Indignada pela disparidade, a irmã, Patrícia, pediu a equiparação em 50% para cada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários