IstoÉ

Afastado da Rede Record desde a última sexta-feira (24), o jornalista Gérson de Souza emitiu uma nota oficial para se manifestar sobre as acusações de assédio sexual feitas por 12 jornalistas da emissora. As informações são do site Notícias da TV , que teve acesso ao conteúdo em primeira mão.

Leia também: Repórter da Record é afastado após ser acusado de assédio por 12 mulheres

Repórter da Record responde acusações
Reprodução TV
Repórter da Record responde acusações

“Em vista dos acontecimentos que tomaram uma proporção enorme ao longo dos últimos dias, envolvendo minha conduta e caráter, venho esclarecer que sou, e sempre fui, um homem que respeita seus colegas, independente de seu gênero. Qualquer pessoa que me conhece ou já trabalhou comigo sabe que eu não sou alguém que ofenderia ou deixaria alguém desconfortável”.

Leia também: Vítima de assédio de repórter da Record: "Era tosco, era constrangedor"

“Tenho certeza que nunca agi de maneira ofensiva e sinto profundamente caso em algum momento de minha trajetória de 42 anos no jornalismo algum de meus colegas tenha se sentido desrespeitado. Sou pai de 5 filhas e avô de 4 netas e é essencial para mim que mulheres tenham um ambiente de trabalho seguro.”

“É devastador saber que minha carreira, e vida pessoal, estão em risco pelas informações que circulam na mídia. Em respeito à minha família, e ao trabalho policial, só me manifestarei por intermédio de meus advogados.”

Leia também: Repórter da Record é acusado de assédio sexual por 12 mulheres

Gérson de Souza , apresentador do " Domingo Espetacular ", da Rede Record , é acusado por 12 profissionais de assédio sexual. Algumas das mulheres são vítimas e outras são testemunhas. Foram registrados, até o momento, três boletins de ocorrência, segundo a Secretaria de Segurança Pública.

    Veja Também

      Mostrar mais