Tamanho do texto

"Espelho da Vida", novela das 18h da Globo, vive suas emoções finais e existem algumas coisas de que não sentiremos falta nenhuma. Confira!

“Espelho da Vida”, exibida pela Globo, chega a seu fim e, com isso, a história dos amores e desamores, conflitos e felicidades de Júlia Castelo também. Com uma temática espírita, criada por Elizabeth Jhin, a novela abordou a vida passada de Cris Valência, interpretada por Vitória Strada, como a mocinha dos anos 30.

Leia também: Histórias de vingança e tramas fracas marcam as novelas em 2018

undefined
Reprodução / TV Globo
Espelho da Vida



No entanto, mesmo com uma história comovente, alguns pontos de “ Espelho da Vida ” deixaram a desejar e não caíram nas graças do público, mesmo fazendo parte da trama. Abaixo, selecionamos o que não sentiremos tanta saudade assim.

  • Os relacionamentos tóxicos

O romance de Alain e Cris é um belo exemplo de relacionamento tóxico. O personagem de João Vicente de Castro se descontrola facilmente quando o assunto é ciúme da amada. Outro ponto importante (e negativo) é nunca acreditar na palavra de Cris quando se trata de espiritualidade. O diretor de cinema sempre afirmava à moça que ela estava louca.

  • A confusão entre o passado e o presente

Vidas passadas é um assunto delicado e a gente sabe disso. E fica mais delicado ainda com a confusão criada entre o passado e o presente. Nas cenas da novela, Cris/Júlia passeia entre suas duas vidas, deixando os telespectadores um pouco (ou muito) confusos com os acontecimentos.

  • Novos atores não emplacam

A gente sabe que é sempre bom renovar, principalmente quando se trata de um elenco para uma novela. No entanto, parece que a Globo inovou até demais. Um exemplo disso é Kéfera Buchmann e Tathi Lopes, que são youtubers, em papeis com uma certa importância vividos por atrizes sem muita experiência na televisão.

Leia também: "Espelho da Vida" apresenta trama cansativa e patina na audiência

  • Casal morno

Parece que João Vicente não emplacou como galã e acabou tendo sua cena roubada por Rafael Cardoso, que já interpretou o papel de mocinho em outra trama espírita. Além disso, a química entre ele e Vitória Strada, que interpreta Cris/Júlia, é quase inexistente, o que deixou o casal protagonista meio apagado.

  • Atores renomados em papeis secundários

Como já sabemos, a renovação é necessária. No entanto, nomes como Irene Ravache, Alinne Moraes e Júlia Lemmertz acabaram ficando para trás, na tentativa da história emplacar de verdade. Alinne, que vive Isabel, até conseguiu um destaque a mais por conta dos planos da personagem contra a mocinha, mas poderia ter brilhado mais.

Leia também: Filha única e tímida, Vitória Strada flerta com o estrelato na Globo

O último capítulo de “ Espelho da Vida ”, da Globo , vai ao ar nessa segunda-feira (1º) e, na próxima terça-feira (2), uma nova novela , “Órfãos da Terra”, tomará conta da faixa das 18h na emissora.