A trama de "Belíssima" está com tudo na programação da Rede Globo pelo  "Vale a Pena Ver de Novo", mas o capítulo que foi ao ar na última segunda-feira (15) está dando o que falar nas redes sociais.

Leia também: Vale a pena ver de novo! Como está o elenco da novela "Belíssima" hoje em dia

undefined
Reprodução/ Globo
Fernanda Montenegro como Bia Falcão em "Belíssima"

" Belíssima " acabou virando assunto de polêmica quando a emissora decidiu cortar a famosa frase da vilã Bia Falcão (Fernanda Montenegro), da cena com seu advogado Medeiros (Ítalo Rossi), em que se refere a pobreza. 

Leia também: "Cordel Encantado" estreia para ser satélite em transição nas tardes da Globo

A cena em questão não traz conteúdo inadequado  ou com restrição indicativa, mas sim uma frase que é considerada icônica e sintomática da personagem: "Pobreza pega! Pega, pega como sarna. Pega! Como um vírus. Entra pela pele, pela respiração”. A ação da emissora está repercutindo e desagradando a maioria do público; veja algumas reações:

Mas e você, o que acha da autocensura da emissora?

Apesar de muitos ficarem chocados com o acontecimento, não é novidade esse tipo de atitude no "Vale a Pena Ver de Novo" e em outras atrações exibidas pelo canal ou por canais do grupo, como o Multishow. Veja outros casos praticados pela  Rede Globo :

  • “Senhora do Destino”
undefined
Reprodução/ Globo
José Mayer em "Senhora do Destino"

Após as acusações de assédio, o personagem de José Mayer na trama de “Senhora do Destino”, Dirceu de Castro, teve suas cenas reduzidas propositalmente na reprise vespertina.  No entanto, apesar de toda a evidência, a emissora negou o corte nas cenas do personagem.

  • "Celebridade"
undefined
Reprodução/ Globo
"Celebridade"

Com o fracasso na audiência, a reprise de "Celebridade", em 2018, ganhou inúmeros cortes para que a trama chegasse ao fim o mais rápido possível. No entanto, o "pente fino" feito nas edições dificultou no entendimento do enredo.

  • “Meninas Malvadas”
undefined
Reprodução
"Meninas Malvadas"

Os fãs do longa “Meninas Malvadas” ficaram felizes quando o filme ganhou a tarde da Globo na “Sessão da Tarde”, no final de 2018, mas reclamaram por ter muitas cenas cortadas, inclusive partes importantes para o enredo, para enxugar a trama e a deixar mais rápida. 

  • “Chapolin”
undefined
Reprodução
"Chapolin"

Recentemente, no Multishow, “Chapolin” teve sua tradução alterada para evitar a fala de cunho homossexual. Na edição em questão, a fala original do personagem de Maria Antonieta De Las Nieves sobre o  Batman não poder ir ao local muda de “porque está em lua de mel com Robin” para “o pneu do Batmóvel está furado”. 

  • "How To Get Away With Murder"
undefined
Reprodução
"How to Get Away With Murder"

Na emissora carioca, a série da ABC, "How To Get Away With Murder" ganhou censura na cena de sexo gay entre os personagens Connor (Jack Falahee) e Oliver (Conrad Ricamora), mesmo passando na programação noturna do canal.

Leia também: Jô Soares desmente rixa com Chico Anysio e fala de censura de diretor da Globo

Além do caso em particular de " Belíssima ", os cortes de um modo geral, que não foram por conta da classificação indicativa, repercutiram de forma negativa nas redes sociais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários