Tamanho do texto

Em matéria para apurar o aumento salarial de cerca de R$ 3 mil reais de vereadores de Uberlândia, jornalista foi agredido em frente às câmeras

Em uma entrevista gravada em uma coletiva de imprensa na última quarta-feira (20) na Câmara Municipal dos Vereadores de Uberlândia, a procuradora jurídica Alice Ribeiro cometeu uma agressão física e verbalmente ao repórter Ricardo Martins da Band após ele a questionar sobre o aumento no salário dos vereadores da cidade. Ela arrancou o microfone das mãos do jornalista e o xingou de "ordinário" antes de deixar a sala já na presença de uma agente da polícia que veio acompanhar a confusão. 

Leia também: Preso sob acusação de agredir a esposa, cantor Naldo é solto após fiança

Procurada da Câmara Municipal de Uberlândia cometeu agressão contra repórter da Band durante entrevista
Reprodução/Youtube
Procurada da Câmara Municipal de Uberlândia cometeu agressão contra repórter da Band durante entrevista


Flagra da agressão

Em reportagem com o objetivo de apurar o aumento de cerca de R$ 3 mil no salário de vereadores de Uberlândia, o jornalista Ricardo Martins interrogou a procuradora jurídica Alice Ribeiro. Irritada com as perguntas a funcionária do governo, ela arrancou o microfone do repórter e disse "eu te processo, ordinário. Não se atreva". Ela então saiu da sala após a agressão já na presença de uma agente da polícia e Ricardo encerrou a gravação.

Leia também: Leo comenta suposta agressão de Victor à mulher e diz prestar "apoio aos dois"

A entrevista originalmente foi marcada com o presidente da Câmara, Alexandre Nogueira (PSD) para discutir sobre o aumento salarial dos vereadores, que passou de R$ 15 mil para R$ 18 mil, que representa em torno de 20% de acréscimo no valor. Na entrevista para o jornalista da Band, Alice disse que irá recorrer à decisão judicial proferida pelo juiz João Ercy, da Primeira Vara da Fazendo Pública de Uberlândia, que suspendeu o aumento através de uma liminar.

Leia também: Emilly confirma agressão de Marcos no “BBB 17”

A agressão cometida por Alice veio em sequência de perguntas do repórter sobre a questão moral acerca do valor e ela respondeu dizendo que o aumento estava dentro de padrões constitucionais. "A senhora está com algum problema comigo em particular?", questionou Ricardo após reação irônica da procuradora que, com desdém, retrucou. "Nunca lhe vi [...] você é capcioso", diz. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.