Marcelo Adnet fez paródia sobre polêmica
Reprodução/Montagem 31.05.2022
Marcelo Adnet fez paródia sobre polêmica


Marcelo Adnet aproveitou a polêmica entre os sertanejos Gusttavo Lima e Zé Neto, com a cantora Anitta. O humorista divulgou no Twitter uma paródia sertaneja que fez, comentando o caso. No áudio, ele canta sobre os cachês milionários oriundos de dinheiro público e da polêmica que começou com o sertanejo, dupla com Cristiano, que criticou a Lei Rouanet e a tatuagem anal de Anitta. 


Na música, ele brinca e canta: "maldita hora que lacrei com o 'furico' da Anitta". Nos comentários, fãs celebraram a criatividade de Adnet e brincaram com a situação. "A batalha entre o agro e o tororó: versão em música", disse um. "A gente tá há anos falando pros fiscais de c*: cuida do teu, deixa o dos outros...agora toma, tenho pena não", disse uma fã. 

Confira a letra completa:

"Chegou a hora do meu gado sossegar o facho e aprender que o buraco é mais embaixo. Esse povo da cidade me irrita, maldita hora que eu lacrei com o furico da Anitta. Fui criticar seu tóba e o meu mundo desabou, meus cachês com prefeituras...a imprensa divulgou!". 

"Eu que tinha tudo e consegui perder, porque menosprezei a tal Lei Rouanet e o meu cachê de multimilionário agora está em risco o sertanejo orçamentário. Por causa de seu tororó, uma tattoo, perdemos a batalha contra o seu c*". Veja a música:


Entenda a polêmica:

Durante o mês de maio, Zé Neto se envolveu em uma polêmica que colocou a maioria dos sertanejos em investigações do Ministério Público. Em um show no Mato Grosso, o cantor criticou a tatuagem anal da cantora Anitta e disse que ele não precisa da Lei Rouanet para ganhar dinheiro. 

"Nós somos artistas e não dependemos de Lei Rouanet [lei de incentivo à cultura], nosso cachê quem paga é o povo". Em seguida, ele fez o seguinte comentário: "A gente não precisa fazer tatuagem no ‘toba’ para mostrar se a gente está bem ou não. A gente simplesmente vem aqui e canta e o Brasil inteiro canta com a gente”. 

Após as falas, foi descoberto que parte dos shows feitos em prefeituras são pagos com dinheiro público. O Ministério Público interviu e decidiu investigar shows de diversos sertanejos, como Zé Neto e Cristiano e Gusttavo Lima, que é investigado por shows em cidades de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Gusttavo inclusive perdeu um show de R$ 1,2 milhões em Conceição do Mato Dentro (MG), devido à polêmica. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários