Eder e Dyl irão anunciar o retorno no réveillon
Reprodução
Eder e Dyl irão anunciar o retorno no réveillon

O casamento polêmico que viralizou nas redes pela troca de noivos em menos de 24 horas voltou a ser assunto na web. Na época, o decorador de celebridades Eder Meneghine, de 60 anos, trocou de noivo antes da cerimônia por ter brigado com Dyl Reis, de 23. Agora, pouco mais de três meses após o casamento, os dois reataram o relacionamento. 


Para a Globo, Meneghine diz que a reaproximação foi natural, os dois estão apaixonados e planejando o futuro, mas sem cobranças. “Você não sai de uma casa e deixa lá as suas roupas íntimas e não vai buscar. Ele ia lá em casa buscar as coisas dele, a gente começou a se falar pra resolver a situação e acabou acontecendo a reaproximação", disse.

"Eu chamei ele pra jantar, nós medimos os prós e os contras e concordamos em voltar”, contou o arquiteto. Apesar do romance, Meneghine contou que não recebeu o apoio de parentes próximos. 

"Minha mãe é contra, a mãe dele é contra, minha tia é contra. Não tem ninguém que seja a favor, porque eles são muito conservadores. Por isso, ele foi passar o natal com a família dele e eu passei com a minha”, explicou o decorador. Mas os planos não foram abalados, o casal planeja oficializar a relação ano que vem. 

“Para regularizar a união é muito difícil, muito burocrático, vai ficar pro ano que vem. Mas no ano novo vamos fazer um festão para os nossos amigos. Ainda não vai ser a cerimônia, mas vou apresentá-lo como meu parceiro de vida”, disse. 

Meneghine também contou que pretende dividir o noivo em alguns empreendimentos. "Ele é um menino ótimo para assuntos administrativos, então vou colocá-lo para cuidar de alguns dos meus negócios", disse.

Leia Também

Entenda a troca

O decorador contou que fez a troca de noivos após uma discussão para dar continuidade a festa de casamento. “Foi uma decisão repentina, porque eu precisava dar continuidade a festa em respeito às pessoas que vieram de outros países, de outras cidades, que saíram das suas casas para me prestigiar", disse.

"Mas quando acabou a cerimônia, o Hugo foi para a casa dele e eu fui pra minha. Não teve interesse das duas partes de oficializar a união”, contou. Ele afirma que a repercussão do caso gerou impacto na vida dele. 

"Foi muito difícil, eu jamais imaginava que isso poderia acontecer. Me deu uma notoriedade que eu não queria naquele momento. Acho que a notoriedade tem que vir pelo trabalho, pela criatividade, pelas boas pessoas que você convive, que você se torna, isso vale a pena de se repassar", disse.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários