Tamanho do texto

Segundo assessoria da cantora, a mesma teria a xingado de "nojenta"; durante a madrugada, Ludmilla teria esfregado o celular no rosto da mulher

Na noite da última terça-feira (12), Ludmilla envolveu-se em um quebra-pau com uma funcionária da boate Boox, no Rio de Janeiro. Segundo apurado por Leo Dias, a cantora causou grande agitação ao chegar ao estabelecimento, ainda na porta, uma pessoa da fila a chamou de "nojenta", todavia, a artista pensou ter ouvido o insulto por parte da hostess.

Leia também: Ludmilla fala sobre perdão e internautas acham que é indireta para Anitta

Ludmilla arrow-options
Reprodução / Instagram
Ludmilla


Leia também: Ludmilla sofre racismo e Anitta sai em sua defesa: "Abominável"

Após entrar, curtir, comer e beber gratuitamente, durante a madrugada, Ludmilla resolveu tirar satisfação com a funcionária. A artista pegou seu celular, digitou o termo "nojenta" e esfregou, literalmente, - novamente, segundo Leo Dias - na cara da colaboradora, que nada tinha a ver com a situação e começou a chorar devido ao constrangimento.

Leia também: Vaiada por fãs de Anitta, Ludmilla é eleita cantora do ano no Prêmio Multishow

A assessoria da cantora deu o seguinte esclarecimento: 

"Esclarecemos que Ludmilla não se enganou quanto a autora da ofensa e que a cantora não esfregou o celular na cara da funcionária. Ela apenas mostrou o significado da palavra "nojenta" e reforçou, educadamente, a importância de ter mais empatia e respeito pelas pessoas. Não houve choro ou qualquer tipo de agressão por parte da artista.

Ressaltamos que mesmo que a Ludmilla tenha uma imagem pública, isso não dá a ninguém o direito de agredi-la verbal e moralmente, e que repudiamos qualquer tipo de preconceito, seja qual for. Lamentamos que ainda existam comportamentos assim e esperamos que atitudes como o da Ludmilla façam as pessoas refletirem e mudarem suas posturas e pensamentos em relação ao próximo."