Tamanho do texto

Durante briga na Justiça pela guarda da filha, Halle Berry faz graves acusações ao seu ex-namorado e pai de sua filha, Gabriel Aubry

Halle Berry e Gabriel Aubry, tiveram uma separação conturbada e , segundo documentos obtidos pelo site RadarOnline , durante a briga judicial pela guarda da filha que tem juntos, a atriz acusou o ex de "arrunou sua vida com racismo e abuso psicológico", além de afirmar que Aubry manteve uma relação incestuosa durante anos.

Halle Berry arrow-options
Reprodução/Instagram @halleberry
Halle Berry













Leia também: Aos 78, Erasmo Carlos revela vontade de ter filhos com esposa 49 anos mais jovem

No depoimento de Halle Berry , que estava protegido pela justiça, ela acusa o ex de fazer comentários racistas e afirmou que Aubry não recenhecia a filha, Nahla, como sendo birracial. A atriz também comentou sobre um relacionamento incestuoso que Gabriel mantinha, que prejudicou a vida sexual deles. 

Halle fala ainda sobre o começo da relação incestuosa, que ocorreu quando ele era adolescente e estava mudando de lares temporários, com muita frequência. Isso teria "durado anos" até que a outra pessoa terminou, segundo o depoimento.

Leia também: Ana Maria Braga dá chilique após equipe cometer erro ao vivo

"Depois de seis meses juntos, nossa vida sexual foi diminuindo e depois de um ano nós tínhamos transado menos de três vezes. Ele se recusava a reconhecer ou aceitar que tinha alguma responsabilidade pelos problemas e, ao invés disso, criticava meu corpo de formas que são muito degradadoras para mulheres", dizia uma parte do depoimento de Berry, no precesso.

Leia também: Zilu fala sobre depressão após separação de Zezé: "Me sentia abandonada"

O ex-casal se separou em 2010, e Halle Berry ainda afirma que um dos motivos desse término teria sido o  histórico de problemas psicológicos, incluindo depressão e ansiedade, que Gabriel Aubry se recusava a tratar.