Tamanho do texto

Youtuber afirmou que a condenação de Lula é uma vergonha. Influenciador digital se envolveu na polêmica com Crivella na última Bienal do Livro, no RJ

Depois de se envolver na polêmica da Bienal do Livro no Rio de Janeiro, no último final de semana, Felipe Neto concedeu uma entrevista ao jornalista Chico Alves, do Uol, e causou ao comentar sobre o que acha do ex-juiz federal e atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Leia também: Após polêmica na Bienal, deputado quer ouvir depoimento de Felipe Neto

Felipe Neto arrow-options
Reprodução/Instagram/@felipeneto
Felipe Neto


No papo, Felipe Neto classificou a atuação de Sérgio Moro no cargo como uma “mistura de espantalho com joão-bobo”. Além disso, ele ainda comentou sobre as reportagens da Vaza Jato, dizendo que elas serviram para “enxergarmos de maneira ainda mais clara como o processo de condenação do Lula é uma vergonha que entrará para a história do Brasil como algo vexaminoso”.

Leia também: Bienal do Livro: Autor LGBT diz que Felipe Neto foi "uma arma poderosa"

“Isso não significa que eu defenda a inocência dele, é importante deixar claro. Mas o processo do triplex é uma abominação jurídica. Essa opinião é compartilhada por muitos especialistas da área, até mesmo aqueles que são anti-Lula e anti-PT, como eu sempre me posicionei”, disse.

Leia também: Vencedora do Oscar elogia ação de Felipe Neto na Bienal

Ainda na entrevista, Felipe Neto afirmou que Jair Bolsonaro só venceu as eleições do ano passado por conta da atuação de Sérgio Moro. “Um político foi condenado à prisão. Alguns meses depois, o juiz que proferiu a sentença condenatória se torna ministro da Justiça do novo presidente, que se elegeu principalmente em função dessa prisão, ao menos de acordo com as pesquisas de opinião na época”, encerrou.

    Leia tudo sobre: Lula