Tamanho do texto

Cantora alega que marca usou modelo parecida e trecho de sua música após negociação mal-sucedida para campanha de marketing conjunta

A cantora Ariana Grande está processando a Forever 21 por conta de uma campanha publicitária que, de acordo com a artista, se apropria indevidamente de seu estilo e obra. O valor da ação judicial, apresentada na última segunda-feira (2), é de US$ 10 milhões.

Leia também: Deus é Ariana Grande: cantora transforma problemas em hits e amadurece

Ariana Grande argumenta que a gigante varejista usou indevidamente sua imagem, estilo e música, inclusive empregando uma modelo “surpreendentemente semelhante” em uma campanha para o website e redes sociais da marca no início do ano. 

Ariana Grande arrow-options
Reprodução/Youtube
Ariana Grande em cena do clipe de 7 Rings

"Gee, thanks, just bought it" está no texto do anúncio da marca de 8 de fevereiro, mas é um trecho do sucesso 7 Rings da cantora americana. A música foi lançada menos de um mês antes do post. 

Ariana alega que o episódio se deu após concluídas negociações para uma campanha de marketing conjunta. A campanha acabou não acontecendo, de acordo com a defesa da cantora, porque a empresa não estava disposta a pagar o suficiente para uma celebridade da estatura de Ariana.

Leia também: Ariana Grande é processada por uso indevido da própria imagem

Na semana passada, reportagem da agência Bloomberg destacou que a Forever 21 poderia entrar com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos. A rede, fundada em 1984, tem mais de 815 lojas em 57 países, incluindo o Brasil, e um público-alvo muito semelhante à base de fãs de Ariana Grande .

Anúncio da Forever 21 arrow-options
Reprodução/Internet
Anúncio da Foerever 21 que Ariana Grande questiona judicialmente