A princesa Diana não queria se divorciar do Príncipe Charles e, em uma antiga entrevista que voltou a circular na mídia britânica, ela revelou o motivo. A mãe dos príncipes William e Harry esperava que seu casamento tomasse outro rumo e não queria que a separação afetasse os filhos.

Leia também: Você sabe tudo sobre a família real britânica? Teste seus conhecimentos

Princesa Diana e família
Divulgação
A Princesa Diana gostaria de ter dado mais uma chance ao casamento com o Príncipe Charles


Em entrevista a Panorama , a Princesa Diana falou que não queria que seus filhos vivessem aquilo que ela viveu. “Eu acho que como qualquer casamento, especialmente quando você já tem pais divorciados como eu, você gostaria de tentar fazer de tudo para [o casamento] funcionar e você não quer cair em um exemplo que você viu acontecer em sua própria família.”

Leia também: Verdadeira briga na Família Real britânica é entre os príncipes Harry e William

Segundo uma amiga de Diana, Kenni Rivett, ela não tinha planos de se divorciar de Charles até que a rainha Elizabeth II começou a se envolver no assunto. Kenni disse em uma entrevista que Diana pediu a separação do marido, mas que tudo só aconteceu legalmente por motivação da rainha.

De acordo com essa amiga, se Diana tivesse a chance “ela teria ficado e tentado fazer um casamento feliz”. A separação do príncipe Charles e Diana aconteceu em 1992, mas levou quatro anos para que o divórcio fosse finalizado.

“Depois que essas entrevistas foram ao ar e a rainha Elizabeth lhes disse para se divorciassem, eles não tiveram mais um relacionamento”, contou Deana Eppers, uma ávida seguidora e leitora da família real, ao portal britânico Mirror .

Leia também: Sinais prévios ao divórcio de Charles e Diana se repetem com William e Kate

Ela acrescentou: “O Príncipe Charles e a Princesa  Diana tiveram que se comunicar sobre a logística de compartilhar [a guarda dos] seus filhos, mas isso foi facilmente feito através de seus assistentes”. A princesa morreu após um acidente de carro em Paris, na França, em 31 de agosto de 1997.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários