Tamanho do texto

Consta em documentos judiciais de um caso envolvendo o bilionário Jeffrey Epstein que o príncipe Andrew teria se aproveitado menor de idade

O príncipe Andrew, que faz parte da família real britânica, foi acusado de tocar no peito de uma jovem de 16 anos. Na época, ele estava nos Estados Unidos na mansão do bilionário Jeffrey Epstein , que estava preso com acusações de tráfico sexual e foi achado morto na prisão neste sábado (10).

Leia também: Preso por pedofilia, bilionário Jeffrey Epstein é encontrado morto em cela

Príncipe Andrew arrow-options
Reprodução/Instagram/@hrhthedukeofyork
Príncipe Andrew pode ter apalpado jovem de 16 anos


As alegações estavam em uma parcela de documentos judiciais de um caso de difamação envolvendo Ghislaine Maxwell , uma socialite britânica acusada de oferecer meninas menores de idade para Jeffrey e outros homens ricos e famosos.

Leia também: Você sabe tudo sobre a família real britânica? Teste seus conhecimentos

Ghislaine foi processada por Virginia Giuffre, em 2015. A jovem alegou que a socialite a difamava e que o bilionário para quem a socialite trabalhava a coagiu para que ela tivesse encontros íntimos com o príncipe Andrew .

O Palácio de Buckingham negou as alegações de Virginia e enfatizou que o príncipe não teve nenhum contato sexual com a acusadora. “É enfaticamente negado que o Duque de York [Andrew] tivesse qualquer forma de contato sexual ou relacionamento com [Virginia]. As alegações feitas são falsas e sem qualquer fundamento”, acrescentou a casa real.

Leia também: Verdadeira briga na Família Real britânica é entre os príncipes Harry e William

Os documentos que estão essas acusações foram arquivados pelo advogado de Virginia contém o depoimento de Joanna Sjoberg, outra mulher que acusou a socialiete e Jeffrey. Em seu depoimento, ela contou como eram tratadas e uma foto que mostra o príncipe com as mãos em volta da cintura de Virginia, que na época tinha 16 anos, corrobora tudo o que foi dito. Os acusados sempre negaram todas as acusações.