Tamanho do texto

Lori Loughlin e o marido, Mossimo Giannulli, se envolveram em um escândalo de compra de vagas em universidades renomadas dos EUA para as filhas

Depois de serem acusados de pagar US$ 500 mil (cerca de R$ 1,9 milhões) de suborno para que as duas filhas pudessem frequentar a University of Southern California, Lori Loughlin e o marido, Mossimo Giannulli, se declararam inocentes à Justiça norte-americana.

Leia também: Após escândalos de compra de vagas em universidades, atrizes podem acabar presas

Lori Loughlin e o marido, Massimo Giannulli, com as filhas Olivia e Isabella
Reprodução/Instagram
Lori Loughlin e o marido, Mossimo Giannulli, ao lado das filhas Olivia e Isabella


De acordo com o The Hollywood Reporter , Lori Loughlin desistiu de tentar um acordo com a promotoria e, caso seja condenada com o marido, os dois podem pegar até 20 anos de prisão . Os dois foram acusados de lavagem de dinheiro, além de cometerem fraudes por correspondência.

Leia também: Felicity Huffman admite suborno de R$ 58 mil para filha ter vaga na faculdade

Olivia Jade dirigindo um carro
Reprodução/Instagram
Olivia Jade, filha de Lori Loughlin


Também acusada no processo, a atriz Felicity Huffman se declarou culpada. A estrela de “Desperate Housewives” pagou US$ 15 mil (R$ 57 mil) para que a filha mais velha, Sophia, pudesse ter uma nota satisfatória no SAT, uma das provas de admissão das universidades americanas. Neste caso, a celebridade pode ser obrigada a cumprir dois anos de prisão.

Leia também: Lori Loughlin é acusada de lavagem de dinheiro após escândalo de fraude

Já de acordo com a revista People , Olivia Jade, filha de Lori Loughlin e Mossimo Giannulli , também corre o risco de prisão se for provado que ela sabia de todo o esquema em que os pais se envolveram. Uma fonte disse à publicação que a influencer sabia de tudo, mas que “nunca teria concordado se achasse que isso aconteceria e que culpa seus pais por tudo o escândalo”.