Tamanho do texto

O ator de “Empire” foi preso nessa quinta-feira (21). Segundo a Polícia de Chicago, ele teria armado o ataque por não estar satisfeito com seu salário

Jussie Smollett foi preso na manhã dessa quinta-feira (21) em Chicago, nos Estados Unidos. Nos últimos dias as investigações sobre a suposta agressão que o ator de “Empire” havia sofrido, tiveram o rumo alterado quando a polícia começou a investigar se ele não teria armado tudo isso.

Jussie Smollett
Divulgação
Jussie Smollett


Segundo o The Hollywood Reporter , Jussie Smollett se entregou para a polícia na madrugada dessa quinta-feira (21) às 5 horas da manhã, horário local de Chicago. O porta-voz da Polícia de Chicago, Anthony Guglielmi, Jussie está preso e sob custódia de detetives.

O superintendente da Polícia de Chicago, Eddie Johnson, falou durante a coletiva de imprensa que Smollett fingiu o ataque porque estava “insatisfeito com seu salário”. Johnson ainda falou que ele tentou chamar atenção depois de enviar uma falsa carta racista para o local onde ele trabalhava: “Quando isso (a carta) não funcionou, ele pagou US$ 3.500 para encenar esse ataque e assim, arrastar a reputação de Chicago para a lama durante o processo”. Os irmãos Olabinjo e Abimbola Osundario, os “supostos agressores”, agora são testemunhas do caso e entregaram o cheque que receberam para a polícia.

O caso gerou tanta repercussão que até personalidades politicas dos Estados Unidos se manifestaram nas redes sociais. “Esse anúncio hoje reconhece que o ator de “Empire”, Jussie, se aproveitou da dor e da raiva do racismo para promover sua carreira”, declarou o superintendente da Polícia de Chicago. Segundo a polícia, uma audiência obrigatória está marcada para 13h30, horário de Chicago, em Cook County Criminal Court.

Leia também: Caso Jussie Smollett: ator tem cenas cortadas na série "Empire"

A repercussão do caso Jussie Smollett

A repercussão da prisão de Jussie Smollett
Reprodução/Instagram
A repercussão da prisão de Jussie Smollett


Ainda de acordo com The Holywood Reporter , Johnson falou que a polícia vai manter o mesmo nível de abordagem nas investigações e ainda aproveitou para fazer um pedido para a mídia, que teve grande impacto no caso: “Vamos investigar com a mesma intensidade de vigor, mas minha preocupação agora é que crimes de ódio serão enfrentados com um nível de ceticismo que não existia. Eu só espero que a verdade sobre o que aconteceu receba a mesma atenção que a farsa fez”.

A Fox Entertainment e a 20th Century Fox Television se recusaram a comentar sobre o caso, mas nessa quinta-feira (21), depois da prisão de Smollett, a rede e o estúdio disseram em um comunicado em conjunto que estão "avaliando" e "considerando" suas opções sobre o futuro de Jussie na série “Empire”: "Entendemos a seriedade deste assunto e respeitamos o processo legal. Estamos avaliando a situação e estamos considerando nossas opções".

Leia também: Caso Jussie Smollett: polícia investiga se ator armou a própria agressão

Logo após a prisão de Smollett, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou seu Twitter e o questionou usando parte da história em que Jussie disse que os “agressores” gritavam frases pró-Trump “país MAGA” durante o ataque. “E quanto ao [Make American Great Again] MAGA e os dez milhões de pessoas que você insultou com seus comentários racistas e perigosos?", escreveu o presidente. Em 29 de janeiro, assim que Smollett foi à polícia informar sobre o incidente, ele descreveu que seus agressores estavam gritando "Make America Great Again (MAGA)” que foi o slogan da campanha de Trump em 2018. 

Capa do jornal New York Post
Reprodução
Capa do jornal New York Post

Depois de anunciada a prisão dele, portais de notícias e jornais fizeram capas e manchetes tratando o assunto, que o levava do banco das vítimas para, agora, dos réus. “A polícia diz que Jussie Smollett orquestrou seu ataque porque ele estava ‘insatisfeito com seu salário’”, foi a manchete do jornal americano The Washington Post.

O portal Variety relatou como o presidente Donald Trump reagiu a prisão de Smollett “Trump chama Jussie Smollett sobre ‘comentários racistas e perigosos’”, pois desde 31 de janeiro Trump vinha sendo questionado sobre a suposta agressão de Smollett, pois os agressores tinham usado as frases pró-Trump.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas