Tamanho do texto

O astro foi solto em Paris, na França, após ser preso sob acusação de estrupro

O rapper americano Chris Brown, ex-namorado da cantora Rihanna, foi libertado nesta terça-feira (22) pela Justiça francesa, um dia após ter sido preso em Paris devido a uma acusação de estupro.  Um amigo e um segurança de Brown que são suspeitos do mesmo crime também foram soltos. Todos eles poderão deixar a França durante as investigações.

Leia também: Chris Brown é preso em Paris após ser acusado de estupro

Chris Brown é solto na França após acusação de estupro
Reprodução/Instragram
Chris Brown é solto na França após acusação de estupro


Leia também: "Foi brutal e violento", diz suposta vítima de Chris Brown; cantor nega acusação

O suposto abuso sexual envolvendo Chris Brown teria ocorrido na noite de 15 de janeiro, em um quarto de hotel em Paris, na França, onde uma jovem de 24 anos convidada pelo rapper teria sido violentada.

Relato sobre suposto estupro envolvendo Chris Brown

A jovem que acusou o artista de estupro deu mais detalhes sobre a noite em que teria diso violentada pelo cantor, seu amigo e segurança para a revista francesa  Closer  . A entrevista traz alguns trechos da mulher idenficada como Karima, que retrata que o cantor a arrastou para um armário do hotel, a atacou brutalmente e violentamente por meia hora. 

De acordo com a publicação, a mulher contou que estava na suíte do hotel Mandarin Oriental Hotel, em Paris, no dia 16 de janeiro, com outros amigos e mais 15 meninas, usando maconha e cocaína, quando o artista agarrou seu braço enquanto ela ia ao banheiro e a fez entrar em uma espécie de closet. "Ele fechou a porta...durou de 25 a 30 minutos", completando dizendo que ainda é difícil explicar em detalhes o que aconteceu. 

Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança
Reprodução/Instagram
Mulher que acusa o cantor Chris Brown de estupro fala comportamento agressivo do artista, revelando também que foi violentada por um amigo e segurança

"Ainda é muito difícil explicar em detalhes o que ele fez comigo. Mas foi brutal e violento. Ele era agressivo e me ameaçava. Eu estava com muito medo. Após o estupro, a mulher disse que gostaria de ter seu celular de volta e ir embora.

No entato, segundo o relato, um dos amigos de Chris apareceu e ela pensou que ele estava ali para levá-la para caso, mas, o rapaz a levou para um quarto, tranvou a porta e a abusou sexualmente. O guarda-costa do cantor também foi citado e Karima também o acusa de estupro. 

"Tudo que eu queria era ir para casa. Eu estava com tanto medo", disse Karima. "Eles eram três homens fortes, agressivos e ameaçadores. Não havia nada que eu pudesse fazer", completa. 

A mulher disse que coseguiu explicar para o astro aos prantos que precisava ir embora porque tinha aula no dia seguinte. O cantor devolveu seu celular e logo após ela foi embora e fez a denúncia alguns dias depois do acontecimento. 

"Eu não queria que eles fizessem a mesma coisa com outras garotas", explicou. "Chris Brown é o tipo de pessoa que acha que eles estão acima da lei, mas não. Eu vou até o final. Ser abusada três vezes na mesma noite por três homens diferentes. É insuportável viver", completou a mulher.

Leia também: Chris Brown dá detalhes de agressão à Rihanna: "Ela me batia, eu batia nela"

Através do perfil oficial do Instagram, a equipe de  Chris Brown  compartilhou a mensagem se defendendo das acusações: "Quero deixar bem claro que isso é falso e um monte de m*rda. Nunca! Isso é muito desrespeitoso à minha filha e família, e vai contra meu caráter e minha moral". 

* Texto com informações agência ANSA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.