Tamanho do texto

A internet brasileira precisa de polêmicas e, na falta delas, forja as próprias. A mais recente dá conta de um vídeo editado para sugerir que o ator estaria abusando sexualmente de sua afilhada. Entenda o caso e a repercussão

O ator Jason Momoa, astro do filme “Aquaman", sucesso de bilheteria da DC, foi vítima de fake news por parte de internautas brasileiros na noite desta terça-feira (8).

Jason Momoa
Divulgação
Jason Momoa


Leia também: Você sabia? Jason Momoa, o Aquaman, quase entrou para o universo Marvel .

Um vídeo de Momoa feito no Havaí em dezembro, durante a pré-estreia de “Aquaman”, foi editado por usuários do Twitter para parecer que ele assediava a afilhada, Lola Momoa. A publicação foi amplamente divulgada na internet, e a polêmica se instaurou com comentários acusando o ator de cometer um crime.

Alguns internautas denunciavam que Jason Momoa apalpava os seios de sua filha em determinados momentos do evento, o que, de acordo com eles, gerava desconforto para a menina, que supostamente afastava a mão do pai.

Leia também: Amber Heard e Jason Momoa veem em "Aquaman" “abordagem moderna” do gênero .

Quando o vídeo, de cerca de sete minutos, foi cuidadosamente analisado, nota-se que o ator apenas abraçava os filhos. Ele faz movimentos involuntários enquanto apoia o braço nos ombros das crianças e a filha retira as mãos de Jason somente para cochichar algo em seu ouvido.

Um fã-clube de Jason Momoa no Brasil alega que a assessoria do astro já procura os responsáveis pelo vídeo e move uma ação na Justiça para que o Facebook retire o conteúdo manipulado do ar.

Leia também: Aprenda um treino de hipertrofia para ficar como o Aquaman de "Liga da Justiça" .

Vale lembrar que injúria e difamação são crimes, e os responsáveis por adulterar o vídeo original podem ser punidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.