Tamanho do texto

Atriz Letícia Colin critica o apresentador Silvio Santos após polêmica com a Claudia Leitte e revela que já foi assediada. Confira mais sobre o vídeo

No canal de Julia Faria no Youtube, a atriz Letícia Colin falou sobre a polêmica envolvendo a cantora Claudia Leitte durante o "Teleton" e criticou o apresentador Silvio Santos  em vídeo publicado nesta sexta-feira (23).

Leia também:  Uau! Letícia Colin posa nua em banheira com espuma e recebe elogios

Letícia Colin critica assédio sofrido por Claudia Leitte e revela que já foi assediada durante vídeo no canal de Julia Faria no Youtube
Reprodução/Youtube
Letícia Colin critica assédio sofrido por Claudia Leitte e revela que já foi assediada durante vídeo no canal de Julia Faria no Youtube

No vídeo, a apresentadora entrou no assunto da polêmica quando Silvio Santos negou um abraço de Claudia Leitte por se sentir "excitado", e Letícia Colin logo disparou. “É nojento né?. Neste momento, Faria falou sobre o episódio. “Aquilo me tocou de uma maneira brutal e avassaladora. E li comentários de mulheres que recriminam  a postura ou dizendo como ela deveria ter se defendido. Fiquei mais chocada ainda sobre como as pessoas conseguem julgar e dizer que errou, que deveria ter usado isso a seu favor".

Leia também: Atrizes de “Segundo Sol” vão às ruas para conversas com eleitores indecisos

A atriz continuou com sua opinião. “Imagino o que a Claudia sentiu ali. Coitada. Toda a minha solidariedade. E esse cara ele tem saber que está muito errado o que ele fez. É inadmissível. Mas acho que é chegar para esses caras com amor e precisão e dizer que tem a chance de mudar, é o momento de mudar. Também não é afastar, é trazer junto", disse Colin.

Leia também: Segundo Sol” pecou nos protagonistas e compensou com os coadjuvantes

Ainda durante a conversa, a atriz  Letícia Colin revelou que já foi vítima de assédio e falou como enfrentou a situação. "Fiquei muito irritada. Você fica no susto, tem um tempo que é uma ficha caindo. Não tá no seu dia a dia. É de uma raiva e revolta absoluta. E aí você vai se ligando. Quando você sente na pele ou vê com uma amiga muito próxima o choque é muito grande. É diferente de você ler ou pensar sobre. Mas quando você vivencia você fala: 'caramba, a gente tem que estar unida mesmo, tem que entender o que é o feminismo”, disse ela.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.