Tamanho do texto

Na transmissão ao vivo onde Eduardo Costa detona a ex-mulher, o cantor sertanejo disse que sua filha recebe uma pensão necessária para viver bem

Em meio à polêmica relacionada ao pagamento da pensão de sua filha , Eduardo Costa detona a ex-mulher, Lília Araújo, quando fala sobre o assunto. Em uma live nas redes sociais nesta sexta-feira (26), o cantor desabafou sobre o processo judicial que enfrenta. 

Leia também: Ex-namorada de Eduardo Costa coloca cantor na Justiça para reajustar pensão

Cantor Eduardo Costa detona ex-mulher em live na internet
Reprodução
Cantor Eduardo Costa detona ex-mulher em live na internet

Na transmissão ao vivo onde Eduardo Costa detona a ex-mulher , o cantor disse que a pensão de sua filha é necessária para ela viver bem. "É uma pensão de 10 mil reais para a minha filha e eu pago o plano de saúde que é junto com o meu, dá onze mil ao mês. Ela é uma pessoa desestruturada".

Leia também:Eduardo Costa relembra romance com Helen Ganzarolli e desabafa: "Eu vacilei"

Ainda de acordo com o sertanejo, a situação poderia ter sido resolvida sem necessidade de exposição pública e polêmica. Ele também afirma que muitas pessoas o julgaram depois do caso. “Primeiro eu acho que tem coisas que é pra justiça. E muita gente ficou me julgando. E eu quero dizer para as pessoas que eu trabalho pra manter uma empresa funcionando. São mais de cem funcionários. Quando uma pessoa me leva em um programa de TV para expor minha vida pessoal, ela não quer uma coisa boa".

O cantor também explicou que a situação pode causar um grande prejuízo em sua carreira e consequentemente em sua filha. "Se minha carreira acaba, a pensão que era dez mil, vai cair para mil e colocar minha filha contra mim”.

Leia também: Criminoso que tentou dar golpe em sertanejo Eduardo Costa é preso em Goiânia

No vídeo onde Eduardo Costa detona a ex-mulher , ele também fez um apelo dizendo que as pessoas só enxergam um lado. “Eu acho isso mesquinho, nós estamos numa época em que as pessoas não ouvem o outro lado. Quando você faz um filho, eu não fiz sozinho, eu namorei, foi uma filha feita de comum acordo, tem que ser tratada pelos dois, temos obrigação igual". E completou: "É uma judiação, não comigo, mas com minha filha e com as famílias envolvidas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.