Tamanho do texto

Peixe-grande de Hollywood, o produtor se entregou à polícia em maio após meses de investigação; Cinco dias depois, ele foi indiciado formalmente

Assédio é literalmente o tema do século em Hollywood. E com um novo amanhecer, uma nova polêmica nasce. Nesta quinta-feira (2), o controverso Harvey Weinstein afirmou ter cerca de 40 e-mails que provam sua inocência em uma das acusações de estupro que enfrenta.

Leia também: Harvey Weinstein nega as acusações de Salma Hayek: "São imprecisas"

Harvey Weinstein está sendo acusado de assédio e abuso sexual por inúmeras mulheres do mundo da fama
Divulgação
Harvey Weinstein está sendo acusado de assédio e abuso sexual por inúmeras mulheres do mundo da fama

Segundo o portal TMZ , os advogados de Harvey Weinstein apresentaram documentos legais dizendo que os e-mails mostram que o acusador não estuprou uma das mulheres que entrou na Justiça contra ele.

Leia também: Segundo publicação, Harvey Weinstein assumiu oferecer papéis em troca de sexo

Ainda de acordo com o veículo, os e-mails teriam sido trocados logo após o suposto estupro e apresentam mensagens carinhosas entre ele e uma das vítimas.

“Na época, Weinstein não usava um e-mail pessoal, mas sim um da The Weinstein Company e, quando foi demitido, a empresa não lhe deu acesso à conta. Seus advogados tiveram acesso, mas o juiz emitiu uma ordem de proteção proibindo-os de divulgar os e-mails”, comentou a fonte próxima aos advogados ao portal americano.

Os advogados de Weinstein agora querem permissão para usar os e-mails como prova para rejeitar a acusação de estupro. Aos 66 anos, ele já foi acusado por quase 100 mulheres desde 2017, por casos de assédio e abuso sexual. Estrelas como Gwyneth Paltrow, Salma Hayek, Mira Sorvino, Angelina Jolie e Ashley Judd já reveleram que sofreram abusos do produtor.

+ Sobre Harvey Weinstein

Harvey Weinstein é expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas após acusações de abuso e assédio sexual virem à tona
Reprodução
Harvey Weinstein é expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas após acusações de abuso e assédio sexual virem à tona

Leia também: Harvey Weinstein é preso em Nova York sob acusação de estupro

Para quem não sabe, o produtor se entregou à polícia da cidade americana no dia 25 de maio, após meses de investigação, e cinco dias depois foi indiciado formalmente. Em janeiro, Harvey Weinstein se separou de Georgina Chapman, com quem estava casado há 10 anos e com quem tem dois filhos. Segundo comunicado feito à imprensa, ela pediu o divórcio assim que as acusações vieram à tona.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.