Tamanho do texto

Com a repercussão do caso de Júlio Cocielo, outros youtubers têm redes sociais analisadas por seguidores e apagam possíveis posts polêmicos

Seguindo a polêmica envolvendo os postas racistas do youtuber Júlio Cocielo , outras celebridades da internet tem tido suas redes sociais analisadas. Entre eles está Whindersson Nunes, que comentou sobre seus posts do passado, e assumiu que mudou.

Youtuber Whindersson Nunes diz que
Divulgação
Youtuber Whindersson Nunes diz que "não gostava de gays" e se retrata sobre comentários homofóbicos do passado

“No passado já disse varias bosta. Eu nem gostava de gay e dizia que quem era gay não entrava no céu. E no meu casamento esse ano uma das madrinhas se chama Rafael, pra ver como as coisas mudam. Então quem quiser procurar tweets antigo fique a vontade”, comentou Whindersson Nune s.

Leia também: Como os digital influencers estão mudando a internet e o jornalismo

Um dos maiores youtubers da atualidade, Nunes ainda disse para os seguidores ficarem a vontade para buscar “o monte de lixo” que ele falava. Ainda assim, Nunes deletou alguns posts de anos atrás em que fazia comentários homofóbicos.

Outras personalidades que fizeram fama na internet, como Ronald Rios e Cauê Moura também falaram sobre os “erros do passado”. Rios, por exemplo, assumiu que falou “coisas horríveis” no passado, mas que mudou muito ao longo dos anos. Ele chegou a falar sobre sua mudança em uma publicação de 2015, onde ressaltou como mudou sua percepção sobre o humor.

Leia também: Afinal, os youtubers ameaçam o jornalismo?

Cocielo e a influência dos yotubers

Júlio Cocielo teve tuítes racistas do passado resgatados e acabou com contratos publicitários suspensos
Instagram / @cocielo
Júlio Cocielo teve tuítes racistas do passado resgatados e acabou com contratos publicitários suspensos

Whindersson e outros youtubers estão se pondo a prova para evitar o que aconteceu com Júlio Cocielo. O jovem, conhecido por seus vídeos de humor na internet, foi duramente criticado depois de um comentário racista referente ao jogador Mbappé. Depis disso, inúmeros tuítes antigos foram resgatados, mostrando um padrão de comportamento que corroboraram com as acusações de racismo.

Cocielo publicou um pedido de desculpas, dizendo que “sem querer espalhou o ódio” e que sua ignorância foi combatida com conhecimento. Ele teve o contrato com três grandes marcas suspenso.

Leia também: Whindersson Nunes se desculpa após polemizar no Caldeirão do Huck

Whindersson Nunes também possui uma série de contratos publicitários, sendo o principal deles com uma operadora de telefonia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas