Tamanho do texto

As pedras acertaram o repórter e o cinegrafista da Globonews. No Twitter, uma jornalista da emissora falou sobre o caso e foi criticada por internautas

As situações chatas vivenciadas por repórteres não param. Na manhã desta quinta-feira (07) o jornalista Edivaldo Dondossola, da Globonews, foi agredido durante uma transmissão ao vivo.

Leia também: Em transmissão ao vivo, repórter da Globo repreende gesto obsceno de pedestre

Edivaldo Dondossola e o cinegrafista foram atingidos pelas pedras
Reprodução Instagram
Edivaldo Dondossola e o cinegrafista foram atingidos pelas pedras

Enquanto fazia cobertura sobre duas operações policiais na Rocinha , zona sul do Rio de Janeiro, o representante da Globonews foi atacado por pedras.

Leia também: Repórter da Rede Globo se assusta com barulho de tiros ao vivo no "SP1"

Durante a transmissão ao vivo, uma van, ainda não identificada, passou e passageiros atiraram pedras contra a equipe do canal.

Dondossola conversava com a apresentadora Cecília Flesh, quando a imagem foi ao ar no jornal matinal da emissora. "Perdão, jogaram uma pedra aqui na nossa equipe, Cecília", explicou o repórter logo após o ataque.

Cecília Flesh sobre o ataque contra a equipe da Globonews

No Twitter, a apresentadora Cecília fez questão de falar sobre o assunto e mostrou indignação com o ocorrido. Na publicação ela aproveitou para informar sobre o estado da equipe. De acordo com ela, Edivaldo Dondossola foi atingido na perna, e o cinegrafista na mão.


A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) usou a rede social para responder ao tuite da jornalista. “Cecília, você pode nos passar mais informações sobre o que ocorreu?”, pediu a associação.

No entanto, nem todos os internautas se comoveram com o fato e alguns fizeram questão de criticar:


Leia também: Repórter de Sonia Abrão é hostilizada em cobertura da greve dos caminhoneiros

Também no Twitter, Edivaldo falou a respeito do ocorrido: “Obrigado pela solidariedade de todos. Apesar do susto ao vivo, estamos bem. A pedra - atirada contra nossa equipe -acertou a mão do repórter cinematográfico Henrique Lima e a minha perna. Felizmente, nada grave. Mas não deixa de ser lamentável ver do que as pessoas são capazes”, explicou o repórter da Globonews .  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.