Tamanho do texto

O diretor falou com a BBC sobre o caso e revelou estar triste com a situação em Hollywood; Weinstein ainda recebeu mais uma denúncia de estupro

No último sábado (14), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu expulsar o produtor Harvey Weinstein, acusado de assédio sexual e estupro por diversas artistas de Hollywood . Muitas celebridades resolveram se pronunciar sobre o caso, como Ben Affleck e George Clooney, mas neste domingo (15), foi a vez do diretor de cinema Woody Allen expor suas opiniões sobre a situação que tomou conta de Hollywood nesta última semana.

Woody Allen afirmou que se sentia muito triste com a situação envolvendo Harvey Weinstein e outras atrizes
Reprodução
Woody Allen afirmou que se sentia muito triste com a situação envolvendo Harvey Weinstein e outras atrizes


Leia também: Depois de acusações de assédio, Harvey Weinstein é expulso da Academia do Oscar

Em entrevista a BBC , o diretor comentou que se sentia “triste” pela situação. Toda essa coisa com  Harvey Weinstein  é muito triste para todos os envolvidos. Trágico para as pobres mulheres envolvidas, e triste para Harvey que teve toda a sua vida arruinada. Não há vencedores nisso, é apenas muito, muito triste e trágico”, comentou Woody Allen. O diretor, que já trabalhou diversas vezes com a Weinstein Company, ainda declarou que nunca tinha ouvido falar sobre o comportamento agressivo do produtor até então.

Leia também: Depois de Weinstein e Affleck, Oliver Stone também é acusado de assédio sexual

Allen, que foi acusado de estuprar a sua filha adotiva, Dylan Farrow aos sete anos de idade, ainda comentou que teme “que isso leve a uma atmosfera de caça às bruxas, uma atmosfera de Salem, onde todo indivíduo em um escritório que pisque para uma mulher de repente tem que ligar para um advogado para se defender. Isso também não é certo”, comentou. “Mas com certeza, esperamos que algo desse tipo possa ser transformado em um benefício para as pessoas e não apenas como uma situação triste ou trágica”, completou o diretor.

Leia também: Ben Affleck comenta denúncias contra produtor e fãs relembram assédio do ator

Mais uma denúncia

Neste domingo (15) mais uma acusação contra Harvey Weinstein emergiu em Hollywood. Desta vez, foi a atriz britânica Lysette Anthony que denunciou que foi estuprada pelo produtor em 1980, somando a quatro outras mulheres que também foram vítimas desse crime sexual pelo mesmo agressor. Ao The Sunday Times , a atriz contou que conheceu Weinstein em Nova York e depois teve uma reunião com ele em seu apartamento em Londres e deu detalhes sobre o crime. “Depois disso, lembro que ele estava seminu e que me agarrou”, afirmou a atriz. “Era a última coisa que eu esperava e fui embora. Ele me empurrou e me jogou contra um cabideiro. Foi nojento”, relembrou a atriz, que revelou não ter conseguido escapado da situação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.