Tamanho do texto

O autor de novelas não foge de uma boa briga e já arrumou confusão com muita gente. Confira as maiores polêmicas envolvendo Aguinaldo Silva

Aguinaldo Silva não tem papas na língua mesmo. Se algo ou alguém o incomoda, ele fala o que pensa, seja pelo Twitter ou por seu blog. Se tem uma coisa que o autor não faz é deixar passar a oportunidade de um bom barraco. Exemplo mais recente é a discussão com o apresentador Leão Lobo .

Aguinaldo Silva não perde a oportunidade de criticar algo que não aprova e se envolve em muitas polêmicas
Reprodução/Facebook
Aguinaldo Silva não perde a oportunidade de criticar algo que não aprova e se envolve em muitas polêmicas


Leia também: Demitido, Leão Lobo dispara: “Terceira vez que evangélicos cruzam meu caminho”

Tudo começou na última segunda-feira (04) quando o apresentador comentou a aposentadoria de Aguinaldo após sua próxima novela, “ O Sétimo Guardião ”. Em seu programa no SBT, “Fofocalizando”, Lobo disparou: “graças a Deus, adorei que ele vai se aposentar. Ele é muito ruim”. Aguinaldo Silva não perdeu tempo e logo respondeu, dizendo que ele era apenas “uma foca fofoqueira”. Ainda completou que o despeito do apresentador por seu talento, sucesso e 83 quilos o deixa em estado de graça.

Leia também: Leão Lobo detona apresentadores de TV: “Xuxa não tem o menor talento”

Nova novela

Essa é apenas a polêmica mais recente do autor. No último mês, ele tem batalhado para garantir justamente que “O Sétimo Guardião” vá ao ar. A novela das 21h, que está na fila e deve ir ao ar depois de “O Outro Lado do Paraíso”, de Walcyr Carrasco , correu sérios riscos de não ver a luz do dia. Tudo por que a ideia para o roteiro surgiu durante as aulas que o autor ministra anualmente.

Em exercício com os participantes, a ideia para o folhetim foi gerada e, depois que Aguinaldo desenvolveu a sinopse, foi aprovada pela Globo. Alguns alunos tentaram entrar na justiça alegando que ajudaram a escrever o roteiro e queriam parte nos direitos autorais. O autor acabou levando a melhor e negociou com os ex-alunos para prosseguir com a produção, com estreia prevista para o próximo ano.

José Mayer

Outra polêmica recente envolveu o ator José Mayer e a acusação de assédio que foi feita contra ele. Na época, Mayer estava no ar em “A Lei do Amor”, mas já estava reservado para o folhetim de Silva. Com a acusação e o movimento interno provocado pelas atrizes da emissora, a Globo decidiu afastá-lo por tempo indeterminado, impedindo, inclusive, que integrasse o elenco de “O Sétimo Guardião”.

Aguinaldo, claro, não ficou nada feliz e saiu em defesa do ator. Comentou que, “se ele errou, errou.  Mas o ator José Mayer não deve ser sacrificado por causa disso”. Ele ainda defendeu o talento de Mayer e disse que espera trabalhar com o ator em outras produções. “O José é um ator imprescindível”, chegou a dizer.

No mesmo período, ele ironizou o movimento “ Mexeu com uma, mexeu com todas ”, que saiu em defesa da figurinista que o acusou. Ao compartilhar uma notícia sobre um caso de estupro, ele comentou: “Mexeu com uma mexeu com todas: cadê?”.

Climão com Walcyr Carrasco

Autor tem uma conhecida rixa com Walcyr Carrasco
Divulgação
Autor tem uma conhecida rixa com Walcyr Carrasco

Aguinaldo Silva e Walcyr Carrasco são desafetos de longa data. Dois dos maiores novelistas da emissora, é dito que eles se estranham constantemente. A briga, porém, ficou mais acirrada em 2011, quando Aguinaldo acusou Carrasco de “roubar” uma trama sua, envolvendo um filho estudante de medicina que despreza a mãe. Walcyr usou a história em “Morde e Assopra”, em 2011. N o mesmo ano, o arco foi utilizado por Aguinaldo em “Fina Estampa”.

Para amenizar a situação, Aguinaldo chegou até a elogiar o autor com quem teve uma desavença. Com a vitória no Emmy Latino de Carrasco por “ Verdades Secretas ”, Silva declarou: "'Verdades Secretas' foi a melhor novela de Walcyr Carrasco e a melhor exibida aqui ano passado. Por isso o Emmy que ele ganhou é justíssimo".

Mas, como o embate entre os dois parece não ter fim, eles ainda disputam atores para os próximos folhetins, que estreia um em seguida do outro, logo após o fim de “A Força do Querer”. Inicialmente, Cauã Reymond iria integrar o elenco de “O Outro Lado do Paraíso”, mas deixou a trama priorizando “Guardião”. Carolina Dieckmann também foi pelo mesmo caminho, e decidiu voltar as novelas com Aguinaldo.

Críticas a outros folhetins

Que Aguinaldo tem uma vasta experiência em novelas é inegável. Autor de folhetins como “Tieta”, “Senhora do Destino” e “Império”, ele é um dos maiores nomes da teledramaturgia nacional. Por isso, ele não perde a oportunidade de dar seus pitacos em outras produções. A mais recente observação foi em “ A Lei do Amor ”, de Maria Adelaide Amaral, que acabou em março. A trama, que teve altos e baixos, foi criticada por Aguinaldo, pela eliminação de vários personagens. Ele, inclusive, comparou a novela com “Anastácia”, um fracasso que foi ao ar em 1967, e fez uso de um terremoto pela eliminar personagens que não agradavam.

Ele também comentou sobre a “crise” dos autores atuais, que, com vergonha do passado das novelas, não se desafia a criar tramas mais “desvairadas”, como ele mesmo falou.

Leia também: Nova novela de Aguinaldo Silva está por um fio após polêmicas

Ele também já “cutucou” outro autor, Manoel Carlos , quando se preparava para a estreia de “Império”. Ao comentar como seriam os primeiros capítulos da trama que substituiria “Em Família”, ele disse que não é de “enrolar nem de guardar história”. “Vou soltando tudo desde os primeiros capítulos. E, quanto a sinopse acabar, eu faço outra, e, se for preciso, mais outra”, comentou.

Sem beijo gay

Militante dos direitos LGBT e homossexual assumido, Aguinaldo Silva causou quando foi ao ar a primeira cena de beijo gay da dramaturgia, em “Amor à Vida”. Depois de ironizar a cena, ele falou que em suas novelas não haveria beijo gay. “Nada de beijo gay nas minhas novelas, beijo gay só se for aqui em casa”.

Versus Datena

Ainda nas redes, Aguinaldo Silva que foi jornalista no começo da carreira, criticou os noticiários como o “Brasil urgente” e o “ Cidade Alerta ”, chamando-os de circo trágico e dizendo que eles “abusam da miséria alheia”. Datena, a frente do “Brasil Urgente”, foi rápido em responder, chamando Aguinaldo de palhaço. A “briga” porém, não foi para frente, e eles logo se resolveram, com Silva admitindo que pegou pesado, e Datena se desculpando.

Leia também: Aguinaldo Silva "ataca" de novo e critica "La La Land": "O cinema morreu"