Tamanho do texto

Segundo amigos do cantor, o cabeleireiro Fadi Fawaz já estava distante do cantor antes mesmo de sua morte, aos 53 anos de idade na manhã do natal

Fadi Fawaz, o namorado do cantor George Michael, que morreu na manhã de Natal do ano passado (25) na sua casa em Oxfordshire, no norte da Inglaterra, é alvo de mais uma polêmica.

George Michael em férias com seu namorado Fadi Fawaz
Reprodução/Twitter
George Michael em férias com seu namorado Fadi Fawaz



Leia mais:  Morre o cantor George Michael

Após terem sido postadas mensagens na sua conta do Twitter que afirmavam que a morte do artista britânico se tratou de um suicídio, o cabeleireiro e fotógrafo de 40 anos foi acusado de estar se aproveitando do falecimento do seu ex-namorado para se promover.
A afirmação foi feita por amigos próximos de Michael que disseram que o cantor e Fawaz não estavam mais em um relacionamento e tinham terminado há cerca de 18 meses, ainda em 2015.

Leia mais:  Autópsia do cantor George Michael é "inconclusiva", diz polícia britânica

Para o tabloide britânico The Sun , os amigos, que não se identificaram disseram que o cabeleireiro é uma "sanguessuga". "Fadi era uma sanguessuga desde o início. George percebeu isso, mas eu acho que ele ignorou deliberadamente. Ele estava agradecido pela companhia. George confiou em Fadi para várias coisas, mas eles estavam distantes há 18 meses", disse um dos amigos. Essa declaração vai contra a história que foi contada por Fawaz sobre a morte do cantor. Em depoimento à polícia, o fotógrafo disse que Michael morreu sozinho em casa, que ele tinha dormido em seu carro na noite do falecimento e que os dois celebrariam o almoço de Natal juntos. O namorado foi quem encontrou o corpo já sem vida do artista. 

Leia mais:  Namorado de George Michael nega tweets sobre possível suicídio do cantor